Nosso amiguinho Todd Bishop lá no TechFlash fez alguns cálculos e descobriu que a divisão de E&D do Robbie Bach era um alvo fácil para o corte, porque sua cabecinha estava despontando muito mais que as dos demais. Do final de 2007 ao final de 2008, os gastos em P&D aumentaram 37%, de longe o maior aumento. O custo total em P&D para a metade de um ano se aproximou de 1 bilhão de dólares, enquanto a P&D do Windows só cresceu para pouco menos de 500 milhões de dólares. Em contrapartida, o Windows deu um lucro 18 vezes maior.

A aquisição do Danger (criadores do Sidekick) foi uma razão legítima para o aumento e uma razão pela qual mesmo depois do corte nós ainda poderemos ver alguma ação persuasiva do Windows Mobile 6.5, coisas sobre as quais você pode ficar sabendo mais aqui e aqui. Mas esperamos que o desenvolvimento do Zune e do Xbox, dois dos melhores produtos da Microsoft nos últimos anos, não sofram enquanto eles ainda estão se aperfeiçoando.

O Bishop nota que a bateria de corte de orçamento repentina direcionada à E&D – e algumas demissões no staff de games – indica que a Microsoft foi provavelmente pega de surpresa pela crise econômica repentina. Dê uma olhada no TechFlash para ver diagramas bonitos e enormes números cabeludos. [TechFlash]