O Moto 360 é o melhor relógio com Android Wear, e ficou ainda melhor: uma atualização recente aumentou a autonomia de sua bateria, até então um dos maiores problemas do smartwatch.

A autonomia do Moto 360 nunca foi ruim, mas também não era ótima, em parte devido ao seu processador TI OMAP 3 antigo, não muito eficiente no consumo de energia.

Mas uma atualização, que chegou neste último fim de semana, melhorou muito as coisas. Eu uso o Moto 360 desde que ele foi lançado nos EUA: ainda carrego a bateria toda noite, mas ela chega a 40%-45% após 16 horas de uso com modo ambiente desligado; antes, ela chegava à noite nos 15%-20%.

E eu não sou o único a notar a melhoria: o Droid-Life fez alguns testes com o modo ambiente ligado, que escurece a tela quando você não está usando, mas não chega a desligá-la. “Estamos falando de 13 a 15 horas de uso com modo ambiente ativado após a atualização, enquanto víamos apenas 10 a 12 horas antes”.

Usuários do Reddit dizem que a bateria está durando até mais que em nossos testes. Wrobocop diz: “usei das 10h até 2h do dia seguinte, com uso moderado, e ainda tinha 50% restantes de bateria”. Jaesin diz: “usei por 14 h hoje e ele tinha 70% restantes quando eu o coloquei no carregador”.

Atualizamos nosso review com mais detalhes sobre a bateria, notando que a autonomia do Moto 360 agora se aproxima dos relógios da Samsung e da LG com Android Wear. Dito isso, você vai comprá-lo por R$ 899 quando a Motorola o lançar este mês no Brasil?