A Motorola está mostrando o Moto X brasileiro neste momento em São Paulo e, com o release já em mãos, temos o preço nacional do aparelho: R$ 1.799.

O valor confirma o vazamento que rolou na loja virtual da própria Motorola e decepciona quem esperava um smartphone mais amigo do bolso. A pré-venda do Moto X tem início hoje, com previsão de lançamento para daqui a duas semanas.

Assustou com o preço? É, está acima do que esperávamos baseados nas configurações do Moto X — com um SoC do ano passado, o Snapdragon S4 Pro, ele deve perder em desempenho bruto para concorrentes como o Galaxy S 4 e o HTC One, que já usam Snapdragon 600, sem falar nos que estão para ser lançados, como o LG G2, já com Snapdragon 800 e a brutal GPU Adreno 330.

Porém a forma com que a Motorola Mobility apresenta o Moto X, com recursos interativos únicos, como reconhecimento de voz ininterrupto, vários truques com gestos e outras firulas que, aparentemente, são úteis no dia a dia, a mensagem que se passa é de que mais do que especificações, números, o que conta mesmo é a experiência. E pelos reviews que já saíram lá fora, o Moto X não decepciona e entrega uma experiência suave, rápida e livre de travadas.

Falando em “lá fora”, nem mesmo nos EUA o Moto X não é exatamente barato. A versão de 16 GB sai por US$ 199 com contrato de dois anos, mesmo valor que a Apple cobra no iPhone 5 e a Samsung, no Galaxy S4 (nos mesmos termos e capacidade interna). Desbloqueado o aparelho da Motorola vai para US$ 575, valor bem próximo dos topos de linha. E se pegarmos o cenário nacional, onde os últimos lançados da ponta de cima da tabela ultrapassavam fácil a casa dos R$ 2.000, o valor inicial da Motorola, embora continue meio salgado, não chega a ser um ultraje, certo?

O Daniel está no evento da Motorola e, em breve, traremos mais informações sobre o Moto X brasileiro.

Atualizando…