Tanto o Motorola Atrix como o LG Optimus 2X têm o mesmo chipset Tegra 2 com processador dual-core de 1GHz e arquitetura ARM Cortex A9, o mesmo chip gráfico GeForce ULP e a mesma versão do Android (2.2.1). No entanto, com os benchmarks feitos, o Optimus 2X ganhou do Atrix em quase todo teste – até o Galaxy S saiu na frente em alguns deles. O que acontece?

É que, apesar de o Optimus 2X ter metade da RAM que o Atrix tem, a resolução maior da tela do Atrix (960×540 versus os 800×480 do Optimus 2X) requer mais recursos dos componentes do aparelho, o que parece ser o motivo do que aconteceu nesses benchmarks. Eles parecem indicar que, pelo menos nos benchmarks, o processador importa mais que a memória no desempenho, especialmente quando se trata de tarefas intensivas em processamento gráfico. Mas o Atrix não perdeu todas: ele saiu na frente quando se tratou de produtividade em geral e desempenho do CPU.

Você poderia argumentar que quer ver testes onde a resolução não interfira no benchmark. Afinal, com computadores, usamos sempre a mesma resolução para testar máquinas diferentes. Mas smartphones são diferentes: você não pode mudar a resolução, então os benchmarks servem como um lembrete – a resolução maior pode, sim, reduzir o desempenho de alguns apps. Mas com o dobro de memória que o Optimus 2X, a multitarefa deve funcionar melhor. E com resolução quase igual à do iPhone 4, a tela do aparelho deve ser linda, e fazer valer a leve perda de performance.

Veja os benchmarks completos aqui: [Android and Me via BGR; imagem por Engadget]