O “Wall Street Journal” especula que, dadas as demissões da Motorola, não apenas sua “estratégia de fones high-end” pode estar em perigo, como ela poderia deixar o Windows Mobile completamente de lado. Oficialmente a Motorola diz “nã-nã”. [WSJ]