Motorola lança Moto G 5G, Moto G9 Power e Moto E7; preços vão de R$ 1.199 a R$ 2.799

Celulares intermediários da Motorola têm preços de R$ 1.199 a R$ 2.799

Imagens: Motorola

A Motorola ampliou seu portfólio de smartphones intermediários no Brasil com dois novos aparelhos da família G: o Moto G 5G e o Moto G9 Power. De quebra, também lançou o Moto E, da linha um pouco mais barata.

O principal é o Moto G 5G que, como o nome sugere, já vem preparado para as novas redes móveis. Com uma tela de 6,7 polegadas, bateria de 5.000 mAh e sistema de câmera tripla, ele chega nos próximos dias por R$ 2.799.

Já o Moto G9 Power tem como atrativo sua bateria de 6.000 mAh, que promete uma carga de 60 horas (de acordo com as estimativas da Motorola). Ele também traz uma câmera 64 MP e tela de 6,8 polegadas HD+. O smartphone já está disponível por R$ 1.899.

Por fim, o Moto E7 se destaca pelo custo-benefício. A versão com armazenamento de 32 GB custa R$ 1.199, enquanto a de 64 GB chega por R$ 1.299. O celular tem câmera de 48 MP, tela de 6,5 polegadas HD+ e bateria de 4.000 mAh

Moto G 5G

Prometendo ser o celular 5G mais barato do Brasil, é uma boa porta de entrada para quem já deseja se preparar para quando as redes da tecnologia forem inauguradas no país. O smartphone conta com um processador Qualcomm Snapdragon 750G, que promete melhor desempenho de CPU (20% em relação à geração anterior) e de GPU (10% em relação ao antecessor).

A versão brasileira do dispositivo ainda tem 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno, que é expansível via MicroSD. Ele sai de fábrica com Android 10, mas deve receber o 11 em algum momento no futuro.

O conjunto triplo de câmeras traseira é liderado por um sensor de 48 MP e abertura de f/1.7, um grande-angular de 8 MP e um macro de 2 MP. Já a câmera frontal tem 16 MP. Por fim, vale uma menção à tela de 6,7 polegadas e resolução Full HD com tecnologia IPS, além da bateria de 5.000 mAh.

Moto G9 Power

A linha Power é conhecida justamente pela capacidade das baterias. Em um país em que é comum as pessoas passarem muito tempo na rua e longe de casa, a promessa de aguentar 60 horas sem precisar de uma nova carga conquista uma parcela significativa dos consumidores. Em tempos de iPhone sem recarregador, é preciso ressaltar que este modelo vem com suporte a carregamento rápido de 20 W e adaptador incluso na caixa.

A câmera principal tem 64 MP com tecnologia Quad Pixel (que reúne quatro fotos em uma para deixar a imagem mais nítida). Mas as outras duas câmeras têm apenas 2 MP, com lentes macro e de profundidade. A frontal, por sua vez, tem 16 MP. O smartphone ainda tem o modo Night Vision, para capturas em ambientes com baixa luminosidade.

A tela tem 6,78 polegadas e resolução HD+. O celular também vem com Android 10 e promessa de atualização para o Android 11. Ele vem equipado com um Snapdragon 662, 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento expansível via microSD.

Moto E7

Por fim, vamos falar do Moto E7, que é a opção mais básica. Ele tem tela HD+ de 6,5 polegadas com IPS. Vem ainda com uma câmera principal de 48 MP (também com Quad Pixel) e outra macro, de apenas 2 MP. A câmera frontal tem 5 MP.

Por dentro, oferece um processador MediaTek Helio G25 e bateria de 4.000 mAh, que a Motorola promete aguentar 36 horas de uso. Em termos de memória há duas opções: a de 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento, ou 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento. O dispositivo roda o Android 10 e não ganhará atualização para Android 11.

Sair da versão mobile