Dados podem ser traduzidos em música também. Então, para comemorar os 60 anos do CERN, um grupo de físicos se juntou para tocar uma canção baseada na sonorização de dados obtidos pelos detectores do laboratório suíço. E ficou lindo!

Já vimos o Bóson de Higgs em formato musical antes, mas ele fica ainda melhor quando tocado por uma banda completa. O CERN diz que um grupo de sete engenheiros e físicos se juntou para formar a banda LHChamber Music:



As músicas são baseadas na sonorização dos dados obtidos por quatro detectores – ALICEATLAS, CMSLHCb  – durante os testes do Grande Colisor de Hádrons entre 2010 e 2013. O vídeo mostra cada parte musical sendo desempenhada individualmente e como um conjunto pelos próprios pesquisadores do CERN; a música foi tocada em quatro cavernas experimentais e no Centro de Controle do CERN (CCC) e conta com harpa, guitarra, dois violinos, um teclado, um clarinete e uma flauta.

Dados do ATLAS, CMS, ALICE e LHCb foram transformados em música pelos pesquisadores. Eles juntaram tudo muito bem – uma ilustração de como a ciência e a música podem caminhar juntas. E não diferentemente do projeto de James Murphy, ex-LCD Soundsystem, que transformou em som dados do US Open. Mas quando envolve o Bóson de Higgs, bem, é sempre mais sofisticado. E adorável. Dê uma chance, ouça pelo menos uma vez.  [CERN h/t @mariabustillos]