Ciência

NASA: assista ao vivo à decolagem para asteroide que vale US$ 10 quintilhões

Segundo a NASA, o asteroide Psyche é um dos maiores asteroides do sistema solar, com um diâmetro médio de 220 km
Imagem: NASA/Reprodução

Na manhã desta quinta-feira (12), a NASA lançará a missão Psyche em direção ao asteroide metálico 16 Psique. A sonda tem planos de estudar o astro avaliado em cerca de US$ 10 quintilhões — o que equivale a 70 mil vezes o valor da economia global.

O asteroide 16 Psique orbita o Sol entre Marte e Júpiter. O corpo tem esse valor tão expressivo por ser composto principalmente de metais valiosos, como ferro, níquel, platina e ouro.

O cientista italiano Annibale de Gaspari descobriu o asteroide em 1852. O objeto recebeu o nome da deusa grega que representa a personificação da alma. Aliás, ele é um dos maiores asteroides conhecidos, com uma largura média de 226 km.

Por outro lado, seu peso também é impressionante, já que 16 Psique sozinho representa 1% da massa do cinturão de asteroides do nosso Sistema Solar.

Onde assistir ao lançamento da Psyche

A decolagem está prevista para ocorrer às 11h16 (horário de Brasília). O foguete Falcon Heavy, da SpaceX, impulsionará a sonda a partir do Complexo de Lançamento no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, nos Estados Unidos.

Contudo, mais cedo, a partir das 10h30, a NASA pretende iniciar a cobertura do lançamento, por meio do canal oficial da agência no YouTube. Confira abaixo:

Da mesma forma, o canal da SpaceX deve fazer a transmissão da decolagem, também através do YouTube.

Por que a NASA quer ir ao asteroide 16 Psique?

A NASA quer descobrir se o asteroide tem apenas um núcleo ou é formado por um material não derretido. Ela estudará a topografia e a gravidade do asteroide usando vários instrumentos científicos, como um gerador de imagens multiespectral. A Psyche carrega também um magnetômetro e um medidor de raios gama e de nêutrons.

Além disso, a missão será lançada com o intuito de testar uma nova tecnologia de comunicação a laser chamada DSOC (Deep Space Optical Communication). Em resumo, esse novo tipo de comunicação no espaço profundo usa a codificação de dados em fótons em comprimentos de onda infravermelha. Na prática, isso amplia a qualidade da conexão com a Terra, permitindo, por exemplo, a transmissão de uma maior quantidade de dados.

A missão Psyche só deve alcançar o asteroide metálico em 2027.

Assine a newsletter do Gizmodo

Gabriel Andrade

Gabriel Andrade

Jornalista que cobre ciência, economia e tudo mais. Já passou por veículos como Poder360, Carta Capital e Yahoo.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas