A NASA e Vint Cerf (VP do Google, co-criador da internet, lenda nerd) têm trabalhado na atualização do nosso antiquado sistema de comunicação por rádio há cerca de uma década, e um recente teste bem sucedido é o primeiro passo em direção ao objetivo de criar uma internet no espaço. Usando um software chamado Disruption-Tolerant Networking (DTN), a equipe da NASA conseguiu transmitir várias imagens especiais de e para uma espaçonave localizada a uns 30 milhões de quilômetros da Terra.

Diferente do TCP/IP, o DTN não admite uma conexão contínua de ponta a ponta. Atrasos podem ocorrer em inúmeras situações (por exemplo, quando a nave espacial passa por trás de um planeta ou quando uma tempestade solar ocorre), então o protocolo precisa ser robusto… e paciente. Com o DTN, pacotes de dados não são descartados quando um caminho de destino não pode ser encontrado. Em vez disso, cada nó de rede (network node) armazena os dados até que ele possa se comunicar com segurança com outro nó. Pode demorar um pouco mais, mas no final os dados chegarão lá. A segunda rodada de testes ocorrerá no próximo inverno (verão norte-americano), quando o software DTN será instalado na Estação Espacial Internacional (ISS). Durante os próximos anos, a NASA espera ter a tecnologia a bordo de uma grande variedade de missões espaciais. [NASA]