Em uma jogada muito perspicaz, a Netflix criou há mais de três anos um concurso com um prêmio de US$ 1 milhão para quem criasse um algoritmo de recomendação 10% mais preciso do que o dela. Agora, uma equipe finalmente conseguiu.

As duas equipes líderes – com os lamentáveis nomes Team Pragmatic Theory e Team Bellkor in Chaos – juntaram suas forças e enviaram um algoritmo que é 10,05% mais preciso do que o da Netflix. Agora as outras competidores (há milhares) têm 30 dias para bater essa marca, e se ninguém conseguir (e nenhuma regra tiver sido violada), a Netflix premiará a superequipe com o milhão.

É uma bela jogada da Netflix – melhorar o seu algoritmo nessa escala seria incrivelmente caro de qualquer maneira, e a empresa diz que um prêmio de US$ 1 milhão é na verdade uma grande barganha. Além disso, ela garante mais exposição na mídia. Como esta que faço agora. Em troca, ela poderia parar de me recomendar “Extermínio” (“28 Days Later”) porque eu gostei de “Os Excêntricos Tenenbaums” (“The Royal Tenenbaums”). [Wired]