A Nikon já sugeria desde o ano passado que estava desenvolvendo uma lente fixa absurdamente longa. Agora, a NIKKOR 800mm f/5.6 chegou: ela consegue fotografar objetos a uma distância enorme, ou capturar imagens detalhadas de objetos próximos – mas apesar do alcance focal, ela não tem zoom, e custa insanos US$ 18.000.

Claro, esta lente é uma maravilha do design destinada apenas para profissionais. Inclusive, ela tem até quatro stops de redução de vibração (VR), para estabilizar a imagem – porque você terá que segurá-la com a mão, obviamente.

Ela custa caro, mas felizmente a Nikon também tem novas câmeras Coolpix que conseguem enxergar longe.

Tomemos, por exemplo, a nova Coolpix P520: ela oferece um sensor de 18 megapixels, tela LCD inclinável de 3,2″, GPS, Wi-Fi e um zoom ótico francamente insano de 42x. Ela será vendida por US$ 450 nos EUA, e engloba um conjunto decente de recursos para o preço.

Além dessa, temos a nova S9500, que parece ser uma opção vencedora: sensor CMOS retroiluminado de 18,1 megapixels, tela OLED de 3″, Wi-Fi embutido, GPS e zoom ótico de 22x, tudo espremido em um pequeno corpo, e tudo por US$ 350.

E ainda temos a nova Coolpix L820: com sensor CMOS retroiluminado de 16 megapixels, ela oferece zoom ótico de 30x e grava em Full-HD. Fora isso, ela mantém funcionalidades do modelo anterior, como VR embutido na lente para estabilização de imagem e a tela LCD fixa de 3″. Ela custará US$ 280 nos EUA.

Todas essas câmeras têm algo em comum: zoom. Se você está obcecado por níveis cada vez maiores de zoom ótico, saiba que a Nikon também está. [Nikon]

Coolpix P520

nikonP520

Coolpix S9500

nikon-s9500

Coolpix L820

nikon-l820