Todos nós já ouvimos sobre os prospectos do Android no mercado de telefones móveis, mas o NIMble é um fone Android projetado para ser um aparelho de mesa.

O aparelho da Touch Revolution tem uma tela multitoque de 7” (800 x 480) – mais ou menos 4x a área de tela que você vê no G1, com 2,5x mais pixels. Pessoalmente, é nítido o suficiente para os meus olhos.

Outros recursos incluem um processador Marvel a 624 MHz, expansão SD (para suplementar o armazenamento interno não especificado), Wi-Fi e Bluetooth.

Sobre o Android em si, ele é completamente funcional. Mas a Touch Revolution montou seu próprio software sobre a plataforma, para coisas de entretenimento e rede doméstica.

Operar o NIMble foi suficientemente rápido, mas eu tive alguns problemas de resposta da touchscreen de vidro. Tenho certeza de que eles terão sido resolvidos em setembro, quando o dispositivo for lançado, já que Mark Hamblin, líder de design de produto da touchscreen do iPhone original, está ocupado trabalhando nisso. Ele explicou que os gestos de toque no Android precisam ter a escala reformulada para uma tela maior.

E sobre o multitoque? Espera-se que o NIMble também tenha essa capacidade no lançamento. Mas, neste momento, a Touch Revolution está ocupada montando a arquitetura multitoque no Android em si. Eles também estão bem ansiosos para que outros façam o mesmo.

As fotos aqui não são de uma unidade final do NIMble, mas o produto finalizado deverá ter um visual muito similar… Mas estamos certos de que veremos um handset anexado quando for lançado. Deve custar US$ 300 – ou sair de graça, com um contrato de serviço de telefonia doméstica de US$ 10 a US$ 20 por mês.