Há uma boa chance que você tenha um celular tosquinho da Nokia, desses da época em que tela colorida era luxo, guardado em alguma gaveta da sua casa. O pessoal da Finlândia ligou aqui e está pedindo o celular de volta. Leve até um hipermercado Extra para a reciclagem e ganhe até R$ 30 na compra de um novo. Parece bom, não?

O Grupo Pão de Açúcar (dono da atração turística no Rio e do Extra) e a Nokia anunciaram hoje o programa Alô Recicle. Em 41 lojas da rede (em algumas cidades de São Paulo, salvador e Recife), haverá um ponto para recolher celulares, acessórios e baterias para reciclagem. Se você depositar um celular da Nokia, ganha um voucher de R$ 30 para compra de um celular (que custe mais de R$ 149) nas lojas participantes. Se for de outra marca, ganha R$ 15, em uma ação batizada de trocacomtroco, que tem um site bacana explicando tudo, aqui



Uma pesquisa da Nokia em 2008, apresentada hoje, tem algumas informações interessantes sobre reciclagem de celulares. De acordo com ela, apenas 2% das pessoas no Brasil entregam seus celulares para reciclagem. Mais da metade nem sabe que isso é possível. Eles devem pensar: "ok, eu uso papel reciclado às vezes. Mas nunca usei um celular reciclado (que deve ser marrom), então não é possível." Não, bobos. A ideia é pegar vários pedaços reaproveitáveis do celular e utilizar em outros produtos, ou moer vidro, plástico e silício e fazer uma massa crocante que pode ser reutilizada na indústria.

Quando estive no Japão, em todas as grandes lojas havia, abaixo da confusa placa, uma tabela que mostrava quanto que seu aparelho antigo valia na compra de um novo – de liquidificadores a TVs. Assim como R$ 15 ou R$ 30 não parece tanto, o desconto lá no Japão não era sensacional, mas alguma coisa. A ideia é dar algum tipo de incentivo para você se desfazer do lixo tóxico que ocupa lugares escuros da sua casa. Esperamos que outras marcas sigam a Nokia – e que isso seja possível em mais lugares.