Nós vimos que, no primeiro trimestre, a Samsung ultrapassou a Nokia em número de celulares distribuídos no mundo, somando smartphones e aparelhos simples. E a Nokia não se recuperou desde então: considerando todo o ano de 2012, ela ainda amarga o segundo lugar.

Dados preliminares da IHS iSuppli mostram que, em um ano, a Nokia caiu de 30% para 24% em participação de mercado. A Samsung, por sua vez, subiu para 29% e tomou o primeiro lugar, que era da Nokia desde 1998.

O que aconteceu? Basicamente, os smartphones tiveram uma importância enorme nas vendas deste ano: 47% do total. E enquanto a Samsung está bem posicionada no mercado, com uma linha enorme de produtos e altos gastos em marketing para divulgá-los, a Nokia ainda começa a penetrar o mercado com sua linha Lumia de Windows Phones, sistema que por enquanto não ganhou tração no mercado.

Tanto que, no ranking apenas de smartphones, a Nokia sofre ainda mais: ela caiu de 16% para 5% em um ano. Foi a maior queda do top 5, onde HTC e RIM (fabricante do BlackBerry) também sofreram.

Em smartphones, a Samsung lidera com 28% de participação (contra 20% no ano anterior). A Apple ficou praticamente estável, com 20% do mercado este ano. Só as duas tiveram números expressivos: para as outras, o ano foi bem difícil – especialmente para a Nokia, com prejuízos enormes a cada trimestre.

E mais: o desafio da Nokia nos próximos anos pode ir além de salvar a empresa – a marca parece estar perdendo valor. Pela primeira vez, o Top of Mind da Folha consultou qual a marca de smartphone mais lembrada no Brasil. A Nokia ficou em segundo lugar. Quem levou o título? Sim, a Samsung.

O número de smartphones distribuídos no mundo deve aumentar em 35,5% este ano, segundo a IHS iSuppli. O número total de celulares (incluindo dumbphones), no entanto, deve aumentar em apenas 1%. [IHS iSuppli]