Enquanto no Brasil tem muita gente comprando smartphone no pré-pago – o que pode ser bom negócio, mas nem sempre – nos EUA isso é raro. Lá, a maioria prefere um contrato de dois anos com a operadora, geralmente porque o aparelho sai bem mais barato – ou até de graça. Agora, a AT&T vai lançar o LG Thrive, primeiro smartphone da operadora no pré-pago. E os planos deveriam servir de inspiração para as operadoras brasileiras.

Você pode escolher na AT&T entre falar por 10 centavos (de dólar) o minuto, ou US$2 por dia com ligação e torpedo ilimitados – e você só paga pelo dia que usar. No Brasil, com certeza a TIM tem os planos mais baratos no pré-pago. Se você gosta da oferta da TIM – ligação para TIM e fixo com duração ilimitada, e torpedo ilimitado a R$0,50 por dia – imagine pagar um valor fixo por dia pra falar E mandar mensagem? Nos EUA tem. E não são muitos os que usam.

Os planos de dados já são um pouco mais caros: US$5 por 10 MB, US$15 por 100 MB e US$25 por 500 MB. Aqui, na promoção da TIM que dá internet a R$0,50 por dia utilizado, você tem direito a 10MB. Nos EUA, 10MB custam quase dez reais… E, comprando o LG Thrive, você tem que comprar um dos planos de dados junto. Pelo menos você tem direito a usar as redes Wi-Fi da AT&T espalhadas pelos EUA, e sem pagar a mais por isso.

E o aparelho? O LG Thrive lembra bastante o Optimus One, lançado no Brasil e também da LG. Ele é um Android simples, com Android 2.2, touchscreen multitoque de 3,2 polegadas com resolução 320×480, câmera de 3,2 MP e processador de 600MHz. Ele chega nos EUA por US$180. Bem que eu queria um smartphone a R$285 no pré-pago…

Este não é o primeiro smartphone pré-pago nos EUA, mas são geralmente operadoras pequenas, sem cobertura em todos os EUA, que oferecem o plano. E são poucas as opções de smartphone: geralmente só modelos mais simples, como o próprio LG Thrive, estão disponíveis no pré-pago. Das quatro grandes operadoras por lá, só uma – a Verizon – oferece aparelhos top de linha, como o Milestone 2, Droid X e BlackBerries, no pré-pago. [AT&T via Mashable]