Vivendo em um prédio de apartamentos, eu posso localizar cerca de 20 redes Wi-Fi ativas ao mesmo tempo. E a pior parte é que todos eles também podem me ver.

Apesar de já termos a tinta bloqueadora de sinal de radiofrequência de celular há algum tempo, os fabricantes ficaram frustrados ao tentar bloquear frequências mais altas, como as que temos nas redes de casa.



Agora, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Tóquio desenvolveu um monóxido de alumínio-ferro que bloqueia frequências de rádio até quatro vezes mais que as tecnologias anti-RF existentes. A tinta cria um campo magnético que ressoa na mesma frequência que a onda eletromagnética (nesse caso, uma frequência de rádio) que você está querendo bloquear.

A boa notícia é que o material não deve ser caro de se produzir. Nesse momento, a estimativa é que se gaste 14 dólares por quilograma. Considerando que nossa matemática esteja correta, isso não é tão barato assim, mas tampouco é a chantagem que você sofrerá o resto da sua vida quando seu vizinho decifrar a senha da sua rede e ameaçar mostrar para o mundo o seu book de modelo de você feito por você mesmo. [PCWorld via Unplggd]