A última vez que o Zuck reformulou o site que você checa todo dia, o dia inteiro, foi há dois anos. Dois! Você provavelmente mudou muito desde então, mas o Facebook não — até hoje. Eis como você vai stalkear o mundo a partir de agora.

O Feed de Notícias é o jeito pelo qual nos recebemos as informações de nossos amigos (ou nem tanto), ex-namorados ou namoradas e colegas de trabalho desde 2006. Ele mudou desde então — tanto para complicar quanto para simplificar — como experimentos de maneiras melhores de mostrar atualizações, fotos e links. Hoje, a reformulação não é diferente: é outro jeito de canalizar informações para dentro de seu cérebro. Mas, ao contrário de tentativas passadas, está maior (na verdade, mais largo), mais brilhante e, no geral, mais estrangulador para os olhos. É cheio de notícias. É cheio de seções. É como, de acordo com o Zuck, “um jornal”. Estas coisas velhas.



É um grande progresso visual, certamente – o Facebook fez um ótimo trabalho tirando o que desenvolvedores chamam de “chrome” (botões, barras de rolagem, detritos de navegação). O que sobrou é o que você se importa. E essas coisas parecem inchar, tornando a versão web do Facebook mais parecida com a mobile.

Vamos ver os álbuns de fotos: eles serão maiores agora, com mais thumbnails que dão uma sensação melhor do que os seus amigos fizeram, e onde estiveram.

xlarge
Quando um amigo (ou negócio local) aparecer no seu Feed de Notícias, você terá mais informações sobre ele, também, vendo uma espécie de cartão de visitas da Timeline com toda a sua exuberância horizontal.

m7BaT5m4FdW

O novo Feed de notícias percebeu que está cheio de fotos, vídeos, apps, música – milhões de coisas que fazem textos parecerem estranhos. Então eles são adaptados com um novo visual que deve encher a sua tela e deslumbrar seus olhos. São as mesmas fotos, mas com tratamento premium.

3PttJRhKbYV
Um link compartilhado como este acima – ou um post do Gizmodo – vai aparecer na página com uma imagem maior do que tinha antes, e junt acomentários de todos os seus amigos que compartilharam o link antes. Isso acaba com a dispersão do que é compartilhado, e parece excelente. Essa mesma consolidação vai pensar em você também – as histórias (e pessoas) que você comentou sobre e compartilhou algo antes vão dar ao Facebook a possibilidade de sugerir conteúdo, direto no feed. Isso significa que o Facebook vai conversar diretamente com você pelo Feed de Notícias, em vez de simplesmente colocar um monte de coisas de amigos e anúncios. Vamos ter que ver o quão esperto (e intrusivo) isso será.

xlarge (3)

Isso parece muito. E é muito. Então o Facebook está dividindo o feed em subcategorias: música, fotos, amigos, jogos – para você não ser sufocado por tanta informação. Ou ao menos ser sufocado a uma taxa menor e mais confortável.

xlarge (4)

Música, por exemplo, vai mostrar o que seus amigos estão ouvindo no Spotify, junto com notícias sobre artistas que você segue. Parece ótimo, JT, mas estou esperando por um remix de Suit & Tie. E se você quiser ver as notícias apenas sobre pessoas que você não conhece – Oprah, Pepsi, qualquer coisa – você pode filtrar isso também. É como no Twitter, mas sem a cerca de 140 caracteres.

xlarge (5)

É claro, não é assim que vemos o Facebook, a não ser que sejamos drones de propaganda. Nós vamos pelos nossos amigos. Ou uma parte deles. Então existe um feed para amigos próximos, também, que elimina celebridades e marcas e mostra apenas sua namorada e melhores amigos, por exemplo. É ótimo! Mas isso significa mais cliques, em vez de ter tudo o que todos fazem o tempo inteiro em um único lugar.

Ele começou a ser liberado hoje – da forma lenta que o Facebook sempre faz. Você pode entrar na fila de espera do novo Feed de Notícias aqui.

original