Você não precisa exatamente saber o que é dubstep, mas é bom saber que ele anda em alta no meio musical. O cidadão com visual duvidoso acima rendeu capa da prestigiada revista Spin, e ganhou boas resenhas da NME. O único porém é que o dubstep tem em sua alma a música eletrônica rápida, dessas que fritam o cérebro. A mistura da valsa de Francisco Tárrega com o recente estilo musical rendeu isso:

http://www.youtube.com/watch?v=kA2pjVAswek

E esses 25 segundos renderam ao DJ Valerio Alessandro Sizzi o prêmio de 10 mil dólares e a promessa de que ele se espalhará por milhões de Windows Phones finlandeses. A escolha da Nokia, com olhos de marqueteiro que não tenho, faz sentido: nada melhor do que pegar uma versão baseada em algo que está trending nas social medias e offline mags, não é mesmo? Se o público irá gostar do resultado? Não sei. Como disse o The Next Web, é um caso clássico de ame ou odeie. Eu, por exemplo, achei boa — e sei que ele tem potencial para ser tão incômodo quanto um celular esquecido na mesa tocando “HELLO MOTO”. Mas tenho certeza absoluta que os mais puritanos e saudosistas irão regurgitar o almoço após ouvir a criação. Se fizerem isso na caixa de comentários, favor usar guardanapo. [The Next Web via Tecnoblog]