Apesar de toda a notoriedade que fez até mesmo uma pessoa esperar por cinco horas na fila apenas para poder comprar um par, o Spectacles original foi um fracasso. O Snap, a companhia dona do Snapchat, vendeu por volta de 150 mil pares e foi forçada a pagar US$ 40 milhões em custos “relacionados ao inventário dos Spectacles”.

Muitas companhias, talvez, pensariam muito bem antes de lançar uma segunda versão, quase sem novidades, se a primeira não tivesse vendido direito. Mas, de acordo com o Cheddar, é exatamente isso que o Snap pretende fazer.



• Snapchat superestimou a demanda por Spectacles e agora não sabe o que fazer com eles
• O CEO do Snapchat não está nem aí se você não gostou do novo visual do app

O Cheddar alega que os novos Spectacles chegam ao mercado até novembro deste ano, serão resistentes à água, e terão uma maior variedade de cores. No entanto, em vez de focar em novas e interessantes funções, os óculos vão, aparentemente, apenas corrigir bugs e melhorar o desempenho do modelo anterior.

Isso pode significar qualquer coisa, desde respostas mais rápidas ou melhor desempenho da câmera em ambientes com pouca luz, até registrar fotos e enviá-las de forma mais rápida para o Snapchat.

O site não deixa claro quem serão os potenciais compradores deste novo e levemente melhorado óculos-câmera. O original parecia atrair apenas jornalistas de tecnologia e jovens de vinte e poucos anos tentando impressionar adolescentes (o diagrama de venn destes dois grupos é, basicamente, um único círculo).

Mais interessante, no entanto, é que o Cheddar afirma também que um terceiro óculos está em produção – um que seria feito de alumínio, viria acompanhado de uma embalagem de couro, teria GPS e duas câmeras para registar vídeos em 3D. Entretanto, estes óculos, e outros modelos futuros, não respeitaram diversos prazos internos do Snap, segundo o site.

O que faz sentido. A divisão de hardware da companhia está supostamente passando por apuros desde uma série de demissões que aconteceram na metade do ano passado – que, inclusive, não salvou nem mesmo o vice-presidente de engenharia e líder da divisão de hardware, Steve Horowitz. Ele foi substituído por Mark Randall, ex-vice-presidente de operações.

A companhia também não vai muito bem das pernas. Em janeiro, segundo um memorando, ela parecia querer mandar para a cadeia os funcionários que vazavam informações. E em fevereiro, uma reformulação no design do aplicativo fez um milhão de usuários assinarem um abaixo-assinado contra a companhia. As reclamações da novidade atingiram, inclusive, a modelo Kylie Jenner, cujo desgosto na novidade fez a companhia perder US$ 1,3 bilhões em ações.

O Snap têm diversos problemas, e um novo modelo de Spectacles, especialmente um com poucas novidades, dificilmente vai resolver algum deles.

[Cheddar]