por Daniel Junqueira

O Google tentou comprar o Twitch e não conseguiu – a Amazon acabou levando para casa o serviço extremamente popular entre jogadores do mundo inteiro. E, já que o Twitch foi para outras mãos, o Google decidiu desenvolver um concorrente com base no seu próprio serviço de vídeos, o YouTube.

Dentro de alguns meses o app YouTube Gaming será oficialmente lançado, mas uma versão de testes do app para Android vazou e nos dá uma boa ideia de como o Google quer aproveitar a imensa base de usuários e vídeos do YouTube para bater de frente com o Twitch.

Instalei o apk do YouTube Gaming em meu smartphone com Android para testá-lo rapidamente (caso você também queira, pode baixar o arquivo por aqui). E fiquei surpreso com o resultado parcial. O app é bem bonito e funciona muito bem. Ele não faz nada que o YouTube mesmo não faça, é verdade, mas a reorganização de todos os elementos de interface para que ele ficasse mais adequado ao público que visa a atingir – os gamers – fez dele um app até melhor do que o app oficial do YouTube para Android.

App YouTube Gaming

O app é dividido basicamente em três áreas principais: a página inicial, que exibe atualizações dos canais que você assina, vídeos que estão sendo transmitidos ao vivo, recomendações com base no que está bombando no momento, e também com base no que você já assistiu; uma aba para jogos, com uma lista dos mais populares do momento e os de todos os tempos; e uma aba para canais, que agrupa todos os que você assina e ainda exibe recomendações de outros que podem agradá-lo.

App YouTube Gaming

A segunda aba que citei – a com a lista de jogos – é a que diferencia (e muito) este app do tradicional do YouTube. Escolha qualquer um dos jogos e encontre uma espécie de canal dedicado inteiramente a ele. E este “canal” está dividido em diferentes áreas. Em todos os jogos você encontra ao menos informações básicas sobre ele e sobre seus produtores, mas as outras coisas variam de jogo para jogo. Em Rocket League, que está bombando absurdamente nesses últimos tempos (um jogo de futebol com carros é uma ideia fantástica), uma das abas mostra os gols mais incríveis marcados no game (e registrados no YouTube). Em Super Smash Bros. para Nintendo 3ds há uma aba dedicada a vídeos com tutoriais. Isso dá uma flexibilidade ao app para adaptar o que será exibido de acordo com o que os jogadores podem se interessar mais em encontrar.

Quando você coloca algum vídeo para tocar, o player divide todas as informações que aparecem na página do vídeo em três abas. Em uma você tem recomendações de vídeos parecidos, em outra informações sobre ele, e na última os comentários. São exatamente as coisas que você encontra em qualquer vídeo no YouTube – e nem precisa ser relacionado a videogames – mas organizado de forma diferente do que estamos acostumados a ver.

É o mesmo vídeo em apps diferentes: à esquerda, no Gaming, e à direita no YouTube

A versão final do YouTube Gaming deve ser lançada ainda em 2015, e é possível que algumas mudanças sejam feitas até que ele seja disponibilizado para todos, mas as impressões iniciais foram excelentes, e me fizeram torcer para que o Google adote algumas dessas mudanças feitas para fins de organização para o app padrão do YouTube.

[Kotaku]