Existem aqueles que apreciam um bom estéreo e existem aqueles que apreciam a ideia de destruir a própria audição um caríssimo watt por vez. Todd Whitworth recai sobre as duas categorias, mas principalmente a segunda.

O estábulo/garagem dele, repleto de carros esportivos antigos, tipo um Camaro 1969 e um Aston Martin moderno, também é lar para mais de 6000W de som. Veja só, Whitworth gosta de ouvir às suas músicas por horas a fio a volumes de 120dB, algo como mais alto que um concerto de rock “pesado e barulhento”, apenas 5dB de começar a sentir dor e bem na zona de risco de perda de audição. Exatamente isso o que você leu: bem na zona de risco de perda de audição!!

O estábulo dele possui seis modelos JBL Pro (não aquelas coisinhas voltadas para o consumidor médio, que apenas se quebrariam nas mãos dele), dois subwoofers de 18” e mais dois Velodyne Digital Drive 1812 Signature Edition “do tamanho de uma geladeira”, cada um contendo hardware para a resposta do baixo superior e do inferior. Logicamente, há uma amplificação de 6400W para sustentar todo este poderio estéreo, mas mesmo assim, a montagem é tecnicamente apenas um estéreo. Ah, e não tem processamento de surround sound. [Electronic House via CrunchGear]