Eu curto tirar fotos à noite, sem flash. Com um iPhone. Depois de virar um monte de capirinhas. A qualidade não fica boa, mas eu gosto mais do que aquele visual com flash. Em breve elas podem ser perfeitas, graças a este novo "dark flash".

Dilip Krishnan e Rob Fergus, da Universidade de Nova York, resolveram o habitual problema dos olhos vermelhos do flash comum à noite com a técnica do dark flash. Primeiro eles modificaram a lâmpada do flash para emitir luz em um espectro mais amplo, além de filtrar a luz visível. Então eles removeram os filtros ultravioleta e infravermelho que normalmente estão presentes nos sensores das câmeras. Isso faz com que as fotos fiquem parecidas com retratos policiais de capangas de algum mafioso da Iugoslávia. Ou uma imagem em infravermelho normal:



O próximo passo é um algoritmo que adiciona as cores. Os dois cientistas programaram a câmera para tirar automaticamente e imediatamente uma segunda foto, dessa vez sem o dark flash. Esta foto resulta na habitual imagem escura e granulada, mas a (pouca) informação de cor é combinada com a primeira imagem para resultar na foto que você viu no início deste post.

Em outras palavras: MÁGICA.

Eu não sei se os fabricantes um dia lançarão uma câmera para tirar fotos no escuro com essa tecnologia, mas se alguém conseguir incorporar isso a um celular, eu compraria alegremente. [New Scientist]