Este belo monte de gás e poeira brilhante e com um ano luz de comprimento foi capturado pelo telescópio Hubble vagando pelo espaço em seu caminho para se tornar uma estrela a uns 4.500 e tantos anos-luz de distância. E esta pequena lagarta cósmica é muito mais incrível quando você descobre contra o que ela está lutando.

Localizada no que é chamado de associação Cygnus OB2, a futura estrela (chamada IRAS 20324 +4057) ainda está no processo de coletar detritos e gás por aí, e, um dia, poderá crescer para se tornar uma enorme estrela, potencialmente 10 vezes o tamanho do nosso Sol. Infelizmente para a nossa amiga, os outros residentes de Cygnus OB2 incluem 65 estrelas tipo O que disparam radiação e corroem poeira, que são as estrelas mais quentes e brilhantes conhecidas pelo homem. Além delas, existem 500 outras estrelas luminosas tipo B. Estas estrelas enviam grande quantidade de radiação que erodem protoestrelas como a nossa amiga e ajudam a esculpir um formato amável.

Então quando a IRAS 20324 +4057 terminar de se formar, há uma boa possibilidade de termos uma estrela leve em nossas mãos. Por enquanto, porém, este monstro espacial ainda é muito jovem e pode se tornar qualquer coisa. Acreditamos no seu potencial, colega. [NASA via Phys.org]