A AMD anunciou oficialmente seu novo processador específico para tablets, o Z-60, também conhecido como Hondo, que promete muito. Na realidade, a fabricante de chips diz que ele permitirá a você jogar Call of Duty: Modern Warfare 2 em seu tablet com Windows 8, a 30 fps em uma tela com resolução de 1024×768. Parece rapidinho.

A AMD alega que o chip gráfico Radeon HD 6250 integrado do Z-60 tem desempenho seis vezes melhor que o da última geração do Atom, da Intel — se isso é verdade, precisamos de benchmarks para comprovar —, feito possível ao criarem uma versão com maior eficiência energética dos seus processadores para notebooks mais simples. Essa é uma abordagem bem diferente daquela da Intel, cuja linha de processadores para tablets Clover Trail é, na realidade, uma versão melhorada do Medfield, chip para smartphones.



O Z-60 traz um processador dual-core de 1 GHz com 80 núcleos gráficos para vídeo e jogos e, ao que tudo indica, ele deve se garantir em termos de desempenho. Infelizmente, parece que a oferta da AMD ficará bem atrás da Intel quando o assunto é autonomia: a AMD diz que o Z-60 aguenta 6 horas de vídeo de alta definição (720p) com uma bateria de 30 Wh, enquanto a Intel promete 10 horas nas mesmas condições. No mesmo sentido, a Intel diz que seu chip segura 3 semanas em standby, enquanto o da AMD aguenta apenas 2 semanas.

No geral, parece que o processador da AMD é mais poderoso que o Clover Trail da Intel, mas compromete, para isso, o tempo na bateria. E ainda falta definir a questão do preço — no estágio atual ainda não sabemos quem sairá vencedor aqui. [The Verge]