O Windows, na sua última versão, migrou de mala e cuia para tablets — até então o seu form factor padrão era equipamentos com teclado e mouse/touchpad. Não é fácil fazer esse caminho e, nele, sempre sobram arestas a aparar. Uma que tem chamado bastante a atenção? O reduzido espaço livre que os donos de tablets Surface, da própria Microsoft, têm para seus apps e arquivos.

Foi a mesma história quando o Surface RT, lançado no final de outubro, apareceu: o espaço interno real, bem menor que o que diz a embalagem dos produtos, gerou repercussão negativa para o tablet. Os culpados? Além do Windows RT, que é grandinho, e dos apps padrões, o tablet vêm com o Office 2013 pré-instalado. No fim das contas a versão de 32 GB tinha apenas 16 GB; a de 64 GB é mais generosa, oferecendo 45 GB para o usuário. Respectivamente, elas deixam 50% e 70,3% de espaço livre.



Mas o pior ainda estava por vir. Com a iminência do lançamento do Surface Pro (sai dia 9 de fevereiro, nos EUA e Canadá), informações sobre as suas entranhas começaram a pipocar. O Surface Pro de 64 GB deixa para o usuário ínfimos 23 GB. Em porcentagem, isso significa apenas 35,9%. A situação da versão com maior capacidade, a de 128 GB, é  melhor: sobra 83 GB, ou 64,8% do espaço. A tabela abaixo consolida e compara todos esses números:

Tabela de espaço nos Surfaces.

Aparentemente uma versão de testes do Office 365 está incluída no pacote, mas mesmo assim, por que o Surface Pro é tão voraz com espaço em disco? Temos dois suspeitos: 1) o Windows 8 é maior que o Windows RT; e 2) a partição de recuperação, para restaurar o Windows caso algum acidente ocorra. Mas deve ter algo mais para justificar 41 e 45 GB de espaço gasto nos Surfaces Pro. Tem que haver. A título comparativo, no meu notebook de trabalho a pasta do Windows e as dos aplicativos (incluindo o Office 2010 Standard) não chega a 22 GB…

O site oficial do Surface ainda não tem uma área de suporte para o modelo Pro. Na reservada para o Surface RT existe um artigo que explica o que exatamente consome tanto espaço — apps e ferramentas de recuperação. Enquanto o lançamento oficial não rola, e a página de suporte do Pro dá o ar da graça, ficaremos na dúvida. Se serve de consolo, todos os Surfaces têm slot para cartão microSD e porta USB. Não é a mesma coisa que armazenamento interno, mas já quebra o galho… [Microsoft, Gizmodo UK, The Verge. Foto: Antonio Edward/Flickr. Arte da tabela: Marina Val]