O que há por dentro do Oculus Rift, que promete uma revolução na realidade virtual em games?

O Oculus Rift é uma espécie de óculos que colocam a realidade virtual bem à frente dos seus olhos. Ele pode ser uma revolução nos games… ou pode ser um Virtual Boy. De um jeito ou de outro, ele é tremendamente ambicioso, e já chama a atenção de desenvolvedores. Jogos como Crysis e Half-Life 2 foram adaptados para rodarem nos […]

O Oculus Rift é uma espécie de óculos que colocam a realidade virtual bem à frente dos seus olhos. Ele pode ser uma revolução nos games… ou pode ser um Virtual Boy.

De um jeito ou de outro, ele é tremendamente ambicioso, e já chama a atenção de desenvolvedores. Jogos como Crysis e Half-Life 2 foram adaptados para rodarem nos óculos de realidade virtual. E a Valve introduziu suporte ao Oculus Rift no jogo Team Fortress 2, no que parece ser uma experiência bem intensa.

O Oculus Rift é um projeto de Palmer Luckey que recebeu quase US$ 2,5 milhões em financiamento via Kickstarter. Inicialmente previstas para dezembro, as primeiras unidades para desenvolvedores só chegaram no final de março. E o iFixit deu uma olhada no que está por dentro do novo headset de realidade virtual.

Para começar, esta versão do Oculus Rift para desenvolvedores tem uma só tela LCD com resolução 1280×800 (640×800 visíveis por cada olho), com um campo de visão horizontal de mais de 90°, e vertical de mais de 110°.

É preciso configurá-lo bastante antes de começar a jogar, como escolher qual tipo de lente ficará por cima dos seus olhos, e também medir a distância entre suas pupilas. O LCD é, aparentemente, de alta qualidade, e ficou firme no lugar enquanto se movia a cabeça. A Oculus, no entanto, vem prometendo bastante que vai melhorar a tela antes de distribuir o produto a seus clientes.

Os controles de movimento são compostos por um microcontrolador, um rastreador de movimento de seis eixos, e o que parece ser um magnetômetro de três eixos, usado junto ao acelerômetro para estabilizar os óculos enquanto você move a cabeça. A caixa de controle – a forma pela qual o Oculus Rift se conecta ao computador – tem entradas HDMI, DVI, mini-USB e DC-in.

No geral, o Oculus Rift parece estar indo muito bem; mas estamos interessados ​​em ver como serão as versões finais para consumidor – especialmente quanto à tela. Ainda assim, é animador saber que as versões para desenvolvedor – que agora custam US$ 300 na pré-venda – já são bem funcionais. [iFixit via Engadget]

Foto via Kickstarter

Sair da versão mobile