O Brasil está se preparando para receber os Jogos Olímpicos 2016 no Rio de Janeiro, e uma das curiosidades tecnológicas do evento será a transmissão ao vivo em 8K.

>>> Confira os vídeos em 8K enviados ao YouTube
>>> Esta tela tem apenas 17 polegadas e resolução 8K



Os Jogos serão transmitidos a uma resolução de 7680×4320 para o Japão, segundo o site Advanced Television – são dezesseis vezes a quantidade de pixels que no Full-HD.

Serão cerca de 130 horas (de um total de 7.000 horas) de conteúdo 8K Super Hi-Vision enviado do Brasil ao Japão, incluindo a cobertura ao vivo da abertura e encerramento, mais esportes como futebol, basquete, atletismo, natação e judô.

Além disso, pela primeira vez, os Jogos Olímpicos serão gravados em realidade virtual. Isso vai incluir abertura, encerramento e um evento-chave por dia. No caso, é preciso ter um headset compatível para assistir tudo ao vivo, ou para baixar e ver depois. (Haverá uma versão do mesmo conteúdo em formato normal, sem ser VR.) Há poucos detalhes sobre como isso vai funcionar, no entanto.

A primeira Olimpíada a ser transmitida em 8K foi Londres-2012, em um teste da emissora britânica BBC. No entanto, o Japão vem mostrando um interesse muito maior nessa resolução, porque quer usá-la durante os Jogos de 2020, sediados em Tóquio.

Em 2013, japoneses da emissora NHK testaram transmissões em 8K do Brasil para Tóquio através da internet, incluindo a cobertura do Carnaval do Rio naquele ano. Em 2014, foram transmitidos nove jogos da Copa do Mundo em 8K via fibra óptica; na época, o iG Tecnologia explicou como as imagens nítidas aumentam a imersão:

Na tela, se via não apenas os rostos em detalhe, mas as expressões dos torcedores. Por vezes, foi possível ler o nome na credencial de algum convidado da área VIP do estádio. E quando a imagem era de dentro do gramado, a sensação era de ser mais um entre os jogadores. Até o movimento dos músculos dos atletas ao dar um chute, por exemplo, e as caretas que fazem, ficam mais reais, cheias de detalhes, e mais próximas do telespectador.

O Japão também consegue realizar transmissões 8K pelo ar, via satélite. São imagens de 33,2 megapixels com áudio 3D surround de 22.2 canais. Eles querem até experimentar imagens com HDR, deixando-as mais vivas.

Claro, por enquanto poucas pessoas têm acesso ao 8K. A primeira TV do mundo com essa resolução, vendida pela Sharp, custa o equivalente a R$ 500.000. Mas trata-se aqui de um novo avanço na tecnologia, e a esperança é que mais pessoas tenham TVs 8K até as próximas Olimpíadas.

Este é apenas um dos projetos ambiciosos do Japão para hospedar as Olimpíadas mais high-tech da história. Eles planejam criar vilas de robôs, oferecer táxis que dirigem sozinhos, e fazer toda a Vila Olímpica ser movida a hidrogênio.

No restante do mundo, os Jogos Olímpicos serão transmitidos em alta definição (720p ou 1080p) com som surround 5.1.

[Advanced Television via CNET]

Foto por Republic of Korea/Flickr; atualizado às 13h40