A União Europeia retirou do ar um dos maiores fóruns hacker do mundo. A operação internacional foi coordenada pelo Centro Europeu de Cibercrime da Europol e contou com a participação do FBI, além de autoridades policiais do Reino Unido, Suécia, Portugal, Alemanha e Romênia.

Batizado “RaidForums”, ele funcionava como um mercado ilegal de venda de bancos de dados vazados de várias empresas americanas. Segundo a agência europeia, eles comercializavam milhões de dados de cartões de crédito, números de contas bancárias, além de nomes de usuários e senhas para acesso de contas online. Esses conjuntos de dados foram obtidos de ataques hackers e outros vazamentos feitos nos últimos anos.

Lançado em 2015, o fórum reunia uma comunidade de mais de meio milhão de usuários. Além da infraestrutura apreendida, a operação TOURNIQUET prendeu o administrador do fórum hacker e dois cúmplices do negócio ilegal.

Luta contra o movimento hacker

De acordo com a Europol, a retirada do fórum do ar era planejada há cerca de um ano. Nos últimos meses, a força-tarefa internacional identificou os principais alvos e estabeleceu estratégias coordenadas para colocar em prática a fase final de investigação.

A operação envolveu identificar além do administrador do fórum, as pessoas responsáveis por lavar o dinheiro, os hackers responsáveis por roubar os dados, além dos compradores dessas informações vazadas.

“A interrupção sempre foi uma técnica fundamental na operação contra os agentes de ameaças online. Portanto, direcionar os fóruns que hospedam grandes quantidades de dados roubados mantém os criminosos em alerta”, afirmou Edvardas Šileris, chefe do Centro Europeu de Crimes Cibernéticos da Europol. “A Europol continuará a trabalhar com os seus parceiros internacionais para tornar o cibercrime mais difícil – e mais arriscado – de cometer”, conclui ele.