Nazistas, alienígenas ou alienígenas nazistas. Seja lá em quem você acredite, eles estão de volta e invadiram a base secreta de Northrop Grumman na Califórnia, onde estiveram testando as surpreendentes capacidades anti-radar do caça Horten 2-29. Os resultados indicam: ele poderia ter mudado a História.

A Alemanha perdeu a Batalha da Grã-Bretanha parcialmente graças aos radares britânicos. O bigodudo lunático alemão apelou para os irmãos Horten, para que desenvolvessem algo que desse à Alemanha superioridade nas forças aéreas. Eles então inventaram o avião mais avançado daquela guerra, um que superaria qualquer outro pelas próximas três décadas, mas que felizmente não pode ser produzido em números significativos por falta de tempo. O Horten 2-29, um avião diferente de todos os outros e que, segundo esta reconstrução, parece até vindo de outro planeta.



Os engenheiros da Northrop Grumman — que normalmente trabalham em projetos super secretos para a Força Aérea Americana, como o B-2 Stealth Bomber, herdeiro do design do Ho 2-29 — analisaram os restos do único avião sobrevivente, o reconstruíram e testaram suas habilidades stealth (ou seja, capacidade de voar sem ser detectado por radares inimigos). Provavelmente não foi a primeira vez que fizeram isso, mas dessa vez as câmeras da National Geographic TV estavam lá.

Conclue-se que Hitler tinha, afinal, um avião stealth: o Ho 2-29. Graças ao uso de madeira e carbono (que diminuem a sua visibilidade por radares), além de turbinas integradas à fuselagem, este avião poderia estar em Londres apenas 8 minutos depois que os radares britânicos o detectassem. Em comparação, outros aviões demoravam 19 minutos desde a detecção até conseguirem mirar no alvo, o que dava aos caças Royal Air Force britânicos tempo suficiente para uma decolar às pressas e caçar os intrusos. O Ho 2-29 tornaria essa interceptação impossível, ou praticamente impossível.

A má notícia é que este avião poderia ter mudado completamente o curso da guerra se a Alemanha tivesse apenas um ou dois anos a mais para trabalhar nele. Não apenas da guerra contra os britânicos, mas também contra os Estados Unidos e a União Soviética. Os irmãos Horten tinham outro projeto baseado no Ho 2-29: o bombardeiro estratégico internacional Ho 18.

O bombardeiro foi submetido à aprovação em 1944, e ele teria sido capaz de voar de Berlim à Nova York e voltar para casa sem precisar reabastecer, graças aos mesmos princípios de design do Ho 2-29, além de seis turbinas BMW 003A ou oito Junker Jumo 004B. Como o documentário mostra, se os nazistas tivessem conseguido estender a guerra até 1946 e desenvolvido a sua bomba atômica como estava nos planos, o Ho 18 poderia ter sido o Enola Gay deles.

Agora a boa notícia: tem um monte de "se" nessas últimas frases. A vida é boa, gente. A vida é boa. [Fight Global]