Você já sabe que a Apple processou a Samsung nos EUA por ter feito homenagens demais em seus smartphones com Android. A Samsung revidou em três outros países, mas parece que a Apple tem um caso sólido contra a sul-coreana. Nilay Patel, ex-Engadget e agora no blog This Is My Next, esmiuçou uma a uma as acusações da Apple, e como a Samsung parece ter copiado de tudo – do formato dos aparelhos aos ícones da interface, passando até pela embalagem dos celulares.

A Apple já processou várias fabricantes que usam o Android, dizendo que o sistema do Google viola suas patentes. Nilay já explicou isto quando a Apple processou a HTC em 2009: o maior alvo não era o hardware dos aparelhos, mas o uso do Android neles. Este caso é um pouco diferente: sim, seis das 16 acusações têm a ver com o Android – principalmente o uso de multitoque – mas a maioria se trata de como a Samsung aparentemente copiou a Apple no hardware e na interface.

Esta homenagem fica bem visível na imagem acima, com o Galaxy S e o iPhone: cantos arredondados, bordas em prata, botão físico no centro, além dos 16 ícones coloridos e dispostos em grade, com a fileira inferior destacada dos outros ícones, e que não se move com eles. A imagem acima já deve deixar claro que o Galaxy S se parece demais com o iPhone, tanto no hardware como na interface – e a Apple faz dez acusações em relação a isto.

Uma delas é “a acusação mais forte de todas”, de acordo com Nilay: a cópia dos ícones da interface da Apple, que estão protegidos como marca registrada nos EUA. Como diz Nilay: a Samsung tinha milhares de opções para fazer um ícone de telefone, mas fez um verde com um telefone branco inclinado para cima – quase igual ao da Apple. (O ícone de mensagem é bem diferente; acho que ele é parecido mais com o ícone do Google Talk na interface TouchWiz.) Nilay diz que vai ser difícil para a Samsung argumentar contra esta acusação.

Mas… até a embalagem entrou na história? Isso não é um pouco exagerado? A Samsung obviamente não copiou a caixa, mas usou tantos elementos da caixa onde vem o iPhone que a Apple pôde acusá-la de violação de trade dress, ou conjunto-imagem: não é a imitação exata, é uma cópia sutil que pode confundir o consumidor.

A análise de Nilay ajuda a entender por que o Nexus S está no meio das acusações: ele não se parece com o iPhone nem no hardware nem na interface, mas usa Android – que pode violar patentes da Apple – e a embalagem do Nexus S é terrivelmente parecida com a do iPhone branco.

Apple copiou Samsung para criar iPhone?

Depois que a Apple divulgou que estava processando a Samsung, começou a circular pela internet a imagem ao lado, que mostra o Samsung F700 ao lado do iPhone. O F700 supostamente teria sido mostrado em público em 2006, e lançado em fevereiro de 2007 – um mês depois da Apple anunciar o primeiro iPhone. E os dois aparelhos são bem semelhantes! A Apple roubou o design da Samsung?

Bem, provavelmente não. Como explica o Android Community (site com certo desgosto pela Apple), o F700 de fato foi anunciado em 2006, mas a Samsung não mostrou nada: nem interface, nem hardware. Quando ele foi lançado, o iPhone já estava entre nós – tanto que já o chamavam de iPhone da Samsung. Mas duvido que a Samsung tenha copiado o iPhone nessa época: como fazer um aparelho levemente semelhante ao iPhone um mês depois de ele ter sido anunciado?

Como a briga continua

Geralmente, essas brigas de propriedade intelectual acabam com acordo extrajudicial: uma empresa paga milhões ou bilhões para a outra, e caso encerrado. Mas Nilay acredita que este caso será diferente:

…eu imagino que a Apple possa estar disposta a, no fim, fazer acordo quanto às acusações de violação de patente, mas vai levar as acusações de violação de marca registrada e conjunto-imagem o mais longe possível – se a Apple perder, então é temporada aberta para copiar a interface do iOS. Pode apostar que Steve Jobs e Tim Cook não vão deixar isto acontecer.

Ou seja, a Apple talvez entre em acordo em relação às patentes que o Android supostamente viola. Mas deve partir para cima da Samsung no que se trata da interface e hardware, mesmo que a Samsung seja uma de suas principais parceiras. Segundo Tim Cook, as duas empresas tentaram resolver as diferenças fora do tribunal, mas isso aparentemente não deu certo.

Nilay explica todas as acusações em mais detalhes no This Is My Next, então se você tem alguma dúvida ou quer saber mais sobre o caso, vale a pena dar uma olhada aqui: [This is my Next]