O Museu de Design de Londres anunciou os candidatos ao seu sexto prêmio anual de Design do Ano. E a lista mostra 17 estruturas que transcendem as construções para se tornarem verdadeiros trabalhos de arte.

Posicionado acima do Queen Elizabeth Hall, em Southbank Centre, em Londres, um quarto em formato de um barco oferece aos visitantes refúgio e reflexão em meio ao tráfego ao redor. Projeto de David Kohn Architects em colaboração com a artista Fiona Banner.

original (3)

Foto: Michael Day


Castelo Astley, Warwickshire, Reino Unido: uma restauração deste castelo na área rural de Warwickshire. As partes antigas criam um contêiner para diversos espaços interiores contemporâneos. Projeto de Witherford Watson Mann.

original

Foto: Witherford Watson Mann


Book Mountain, Spijkenisse, Holanda: esta montanha de estantes de livro está dentro de uma estrutura de vidro com um tato em formado de pirâmide e tem área total de 9,300 metros quadrados. Uma rota contínua de 480 metros leva a uma sala de leitura e a um café no topo com vistas panorâmicas através do teto transparente. Projeto do escritório MVRDV.

original (1)

Foto: Bart


Livraria Clapham, Londres, Reino Unido: esta livraria pública de 19.000 metros quadrados está localizada no coração de Clapham. Ela tem espaço para acomodar mais de 20.000 livros, um palco para apresentação de grupos da comunidade local, 136 apartamentos, e 44 lares. Projeto do estúdio Egret West.

original (2)

Foto: The New Clapham/Facebook


Four Freedoms Park, Nova York, Estados Unidos: nos anos 1960, durante um período de renovação urbana, o então prefeito de Nova York John Lindsay propôs uma reinvenção da Ilha Roosevelt (então chamada Ilha Welfare) para transformá-la em uma área residencial. Em 29 de março de 2010, 38 anos após o anúncio, a construção do Franklin D. Roosevelt Four Freedoms Park começou. Projeto de Louis Kahn.

original (4)

Foto: FDR Four Freedoms Park LLC, Steve Amiaga/Paul Warchol/AP


Galaxy Soho, Beijing: cinco volumes contínuos se unem para criar um mundo interno de espaços abertos dentro do Galaxy Soho – um novo complexo de escritórios, lojas e entretenimento desprovido de cantos para criar uma experiência imersiva no coração de Beijing. Projeto de Zaha Hadid.

original (5)

Foto: Ningbo Ningbo


Casa para Todos: apresentado durante a Bienal de Arquitetura de Veneza em 2012, Casa para Todos é uma proposta de oferecer soluções de moradia para todas as pessoas que perderam seus lares no terremoto devastador de 2011 no Japão. Projeto de Akihisa Hirata, Sou Fujimoto, Kumiko Inui, Toyo Ito e Naoya Hatakeyama.

original (6)

Foto: The Japan Architect


Desobedientes de Ikea, Nova York: os Desobedientes, uma performance arquitetônica dos Arquitetos Andrés Jaque, de Madri, foi mostrado no Museu de Arte Moderna de Nova York. Ele revela como as práticas recentes arquitetônicas são usadas para envolver a audiência com arquitetura de uma forma não-tradicional. Projeto do escritório Andrés Jaque Arquitectos e IKEA.

original (7)

Foto: Andrés Jaque Arquitectos


Centro de Arte Kukje, Seul: esta construção de um andar está envolta a um cobertor de malha de aço inoxidável que se encaixa sobre a sua estrutura e se funde com a área histórica da cidade de casas simples e uma rede densa de pequenos becos. Projeto do escritório SO – IL.

original (8)

Foto: Iwan Baan/SO-ILg


La Tour Bois-Le-Prêtre, Paris: a transformação de uma torre no norte de Paris criou uma forma alternativa para o redesenvolvimento físico e social de casas decadentes do pós-guerra. Projeto de Druot, Lacaton e Vassal.

original (9)

Foto: Frederic Druot Architecture


Metropolitan Arts Center, Belfast: construído entre dois edifícios existentes próximo à catedral da cidade está o Metropolitan Arts Center. A torre de vidro está no topo de uma fachada de rocha vulcânica deste dentro de artes para criar um farol acima dos telhados ao redor. Projeto de Hackett Hall McKnight.

original (10)

Foto: Christian Richters/Rory Hyde


Museu de Arte Contemporânea (MOCA), Cleveland, Estados Unidos. A estrutura de 34.000 metros quadrados, que é 44% maior do que o local anterior do MOCA, é sustentável tanto do ponto de vista ambiental quanto do físico. Projeto do escritório Farshid Moussavi Architecture.

original (15)

Foto: Erik Daniel Drost


Museu da Inocência, Istambul: O Museu da Inocência é um livro de Orhan Pamuk que conta a história de um pequeno rapaz chamado Kemal em Istambul. Pamuk crio um Museu da Inocência real, baseado na descrição do livro, exibindo a cultura cotidiana de Istambul durante o período em que a história se passa. Projeto de Orhan Pamuk com Ihsan Bilgin, Cem Yucel e Gregor Sunder Plassmann.

original (12)

Foto: brent granby


Superkilen, Nørrebro, Dinamarca: o Superkilen é um parque de um quilômetro de largura situado em uma área pouco ao norte do centro de Copenhague, considerado uma das regiões mais diversas do ponto de vista étnico da capital da Dinamarca. O projeto de grande escala cria um espaço urbano com forte identidade em escala global e local. Projeto dos escritórios BIG, TOPOTEK1 e Superflex.

original (13)

Foto: DAC


Teatro Thália, Lisboa: construído em 1840, o Teatro Thália esteve quase em ruínas. Um projeto converteu a construção em um espaço multiuso para conferências, exibições e eventos. Para manter as antigas paredes, o exterior foi coberto em concreto, enquanto o interior permanece com sua condição original. Projeto dos escritórios Gonçalo Byrne Arquitectos & Barbas Lopes Arquitectos.

original (14)

Foto: DMF/Gonçalo Byrne Arquitectos


The Shard, Londres: maior arranha-céu da Europa ocidental, o Shard transformou o céu de Londres. A estrutura de 310 metros tem escritórios, restaurantes, um hotel 5 estrelas, apartamentos residenciais e a mais alta galeria de visualização da capital do Reino Unido. Projeto de Renzo Piano.

Shard General Views

Foto: Dan Kitwood/Getty Images


T-Site, Tóquio: um complexo que parece um campus em Tatsuya, um mercado gigante de livros, músicas e filmes no Japão. Localizado no bairro de Daikanyama, o ambicioso projeto quer definir a visão do futuro do varejo. Projeto de Klein Dytham.

original (17)

Foto: choo chin nian


A exibição Designs do Ano do Museu de Design de Londres ficará aberta até o dia 7 de julho, e os vencedores serão anunciados no dia 17 de abril.