Neste momento você provavelmente trabalha com um disco rígido SATA, com velocidade de transferência de 150 MBps (SATA) ou 300 MBps (SATA2). Enquanto isso, a Seagate demonstrou sua especificação experimental SATA3, que alcança velocidades de 600 MBps.

Esses números, porém, são apenas especificações teóricas. Na realidade, uma combinação de limitações de hardware e software faz com que drives SATA rodem de maneira mais lenta do que a prometida – algo que o SATA3 espera superar.

A Seagate diz que o SATA3 será 100% mais rápido do que o SATA2 em uso no mundo real, além de ser compatível com a já existente infraestrutura SATA (cabos etc.).

No entanto, eis alguns problemas: o SATA3, da Seagate, não é um padrão sobre o qual outros fabricantes (como a Western Digital) entraram em acordo – com a exceção da AMD, que prometeu oferecer suporte ao padrão em seus futuros chipsets.

Além disso, a Seagate ainda não tem um disco rígido para exibir. Mas eles planejam ter um produto no mercado ainda neste ano. [CNET]