A publicidade da Nokia para promover a linha Lumia foi pesada — aqui no Brasil, fazia tempo que não víamos algo tão grandioso. Nos EUA, uma nova etapa focada no Lumia 900 pink traz, a tiracolo, um produto pouco usual da fabricante de smartphones finlandesa: um esmalte. A Nokia fabricou um esmalte. Será que é este o tal “plano B”?

Não, não é — pelo menos assim esperamos! O esmalte rosa, no mesmo tom da edição limitada do Lumia 900, é parte de uma campanha promocional organizada pela Nokia que percorrerá salões de beleza três cidades norte-americanas: Dallas (já foi), Denver e Los Angeles. Neles, a manicura de celebridades Kandi Banks e a especialista em estilo Niki Schwan estarão presentes dando dicas de moda, pintando as unhas da galera e batendo aquele papo sobre tecnologia entre uma chapinha e outro tratamento de beleza.

Pode soar meio bizarra uma campanha assim, mas fica clara a intenção Nokia em atingir o público non-geek. E isso faz sentido, especialmente para um sistema que se diz fácil para leigos, que qualquer um consegue usar, como o Windows Phone.

Em nota relacionada, hoje as ações da Nokia, que estão em queda livre já faz alguns anos, tiveram uma alta súbita de 17% ante o rumor de que a Lenovo estaria disposta a comprar a empresa. O rumor não se sustentou por muito tempo e foi desmentido por Gianfranco Lanci, executivo da Lenovo que responde pela empresa na Europa, Oriente Médio e Ásia. “Isso só pode ser uma piada,” disse ele. Para a Nokia, uma piada bem sem graça — alguém aí imaginava, há uns poucos anos, a Nokia sendo alvo de rumores sobre aquisições na posição de adquirida? Pois é, nem nós. [The Verge, Reuters (2)]