Meu Deus. Meus Deus. MEUSANTODEUSDOCÉU! Produtores de um filme hollywoodiano pagaram dois pilotos de caças russos Sukhoi Su-35 para voar sem capota a 2.500 km/h (Mach 2.0) e para que um deles ejetasse, no que provavelmente é uma das cenas de ação mais perigosas já filmadas.

Nesta velocidade, eu até consegui levantar meus dedos nas luvas por um segundo ou dois: as luvas ficaram quentes muito rápido por causa da fricção enorme que o avião tem com o ar.

Isso é o que disse o piloto que ficou na cabine depois que o colega louco dele ejetou, aterissando com segurança no chão. Eu não sei que filme é esse, mas agora eu quero ver.

E há mais detalhes impressionantes: o avião usado é um protótipo SU-35UB, identificado pelo número 801 na cauda — este é o caça Sukhoi mais avançado já construído. Muito louco mesmo. [The Dew Line]

UPDATE: o blog English Russia tem uma galeria de fotos da cena de ação. Valeu Pinguin!

UPDATE: descobrimos o mistério. Má notícia: a cena de ação não é 100% verdadeira. O piloto voou sem capota, mas a ejeção ocorreu no solo. É perigoso, mas não tão perigoso. Dá uma olhada no vídeo abaixo: o clipe é de Mirror Wars, um filme russo de ação sobre um plano de roubar um avião secreto para matar o presidente dos EUA no Air Force One.