Um grupo criativo que gosta de aviões acredita que a tendência recente de planadores que decolam sozinhos precisa de um empurrãozinho. Então, em vez de colocar um motor elétrico ou de pistões no planador de alta performance deles, eles embutiram um motor a jato que se encaixa perfeitamente na fuselagem.

O PBS TJ-100 pesa apenas 20kg e produz 109kg de empuxo. A empresa Desert Aerospace modificou o planador de dois assentos TST-14J para dar espaço ao pequeno motor a jato. Para decolagem, o motor fica diretamente atrás da cabine do piloto, e permite que o planador suba a mais de 16km/h. Depois de alcançar bastante altitude, o motor volta para dentro da fuselagem, e portas retráteis fornecem uma cobertura aerodinâmica, deixando o planador com a aparência de mais um glider de sempre.

A Desert Aerospace ainda está testando o protótipo, que fez seu primeiro voo no segundo trimestre. Ainda não há muitos detalhes sobre desempenho e preço, mas a empresa diz que ele custará bem menos que planadores que se lançam automaticamente de fabricantes alemãs mais caras.

O motor a jato usa mais de 75 litros de combustível por hora, mas com este desempenho impressionante, um bom piloto vai precisar usar o motor apenas por alguns minutos para chegar a uma altitude suficiente. E claro, sempre há a opção de soltar fumaça para se divertir um pouco no fim do dia.

Fotos: Desert Aerospace / Jason Paur – Wired.com

A Wired.com vem expandindo a mente coletiva com notícias de tecnologia, ciência e cultura geek desde 1995.