O pior é que pode estar entupido, mas não com o que você imagina. Nenhum desentupidor ajudaria neste caso, já que o entupimento é químico em sua natureza.

Infelizmente, nem o controle da missão nem os astronautas tem a mínima ideia do motivo de um banheiro multi-milionário, de fabricação russa, ter dado pra trás pela segunda vez em menos de dois anos. Da última vez a privada ficou tão debilitada que foi necessário que a Discovery fizesso a entrega emergencial de uma nova peça de bombeamento para a estação, para que os reparos fossem feitos.

Por enquanto, os 13 integrantes da tripulação estão dividindo seus números um e dois entre dois banheiros da Estação Espacial Internacional. Se mais um deles falhar, a equipe terá que voltar aos saquinhos de coleta da época da Apolo — o que seria bastante apropriado, já que estamos festejando os 40 anos da missão e tudo mais. [BBC]