por Bruno Izidro

A Sony confirmou nesta terça-feira (16) o rumor que vinha crescendo nos últimos dias: o PlayStation 4 finalmente vai ser produzido no Brasil. O anúncio aconteceu durante a conferência da empresa para América Latina na E3 2015 e o gerente da marca PlayStation no país, Anderson Gracias, revelou que os modelos nacionais começarão a ser comercializados em outubro.

Porém, o que todo mundo queria saber mesmo, se haverá corte de preço no console, não foi revelado. Em um post no PlayStation blog após o anúncio, o próprio Gracias informou que mais detalhes sobre preços aparecerão futuramente por lá.

Quando foi lançado no Brasil, em novembro de 2013, o preço de R$ 4 mil do PS4 causou revolta entre os jogadores brasileiros. Na época, a Sony botou a culpa pelo alto valor nos sempre vilões impostos, já que a empresa importava o console. A solução mais rápida para se ter um preço menor seria a fabricação do aparelho por aqui, o que foi anunciado agora.

Vale lembrar que a Sony já fabrica o PlayStation 3 no Brasil desde 2013 e isso resultou em um bom corte no preço do videogame. Por isso, é esperado que haja também uma queda no preço do PS4 “Made in Brazil”.

[Atualização] Procuramos a Sony para pegar mais detalhes da produção nacional do PS4 e ela informou que o console não será montado na fábrica da empresa em Manaus, como acontece com o PS3, e sim será terceirizada pela empresa Flextronic.

Era a Flextronic, por sinal, a responsável pela produção nacional do Xbox 360, que começou em 2011, e também do Xbox One, em 2013. A Sony não informou o motivo para não produzir ela própria o novo videogame, mas destaca que a montagem do PS3 vai continuar normalmente.

Com relação a preço, ela afirma que, obviamente, o PS4 nacional não terá o valor de R$ 4 mil, mas não informa de quanto será esse corte. [Atualização]

PS4_made_br

Outro anúncio na conferência de ontem é que os três principais jogos da Sony para o ano que vem – Horizon: Zero Dawn, The Last Guardian e Uncharted 4: A Thief’s End – serão localizado em PT-BR. O que não chega mais a ser tanto uma novidade, mas sempre uma boa notícia.

Além deles, Street Fighter V também receberá suporte à nossa língua quando for lançado em 2016, mas ainda não se sabe se só com legendas ou também com dublagem.