A adaptação de vídeos a várias telas tem sido um desafio desde quando os filmes gravados para telas largas de cinema foram transmitidos pela primeira vez em TVs quadradas. Agora, temos dispositivos como tablets e smartphones adicionados a esse mix, por isso a Adobe criou um plug-in com inteligência artificial que pode preparar automaticamente um vídeo para qualquer tela, garantindo que as partes mais importantes estejam sempre enquadradas.

O Auto Reframe, como a Adobe chamou a nova ferramenta, estará disponível para o Premiere, o aplicativo de edição de vídeo da empresa, ainda este ano e aproveitará o software de automação baseado em nuvem de IA ​​e machine laearning, o Adobe Sensei. Mexer com software de IA geralmente requer uma compreensão bastante robusta sobre software e ciência da computação, mas o Auto Reframe será um plug-in fácil de usar, que os usuários podem simplesmente inserir nas timelines de edição. Ele analisará a gravação e criará várias versões nas proporções de tela widescreen 16:9, quadrado 1:1 e vertical 9:16, para que o resultado final possa ser reproduzido em praticamente qualquer dispositivo.

Além disso, para garantir que o objeto principal do vídeo permaneça adequadamente no quadro, o plug-in também reduzirá e reposicionará qualquer composição criada no Adobe Premiere para caber nas várias dimensões. Entretanto, nenhuma ferramenta de software é infalível; portanto, se os ajustes automáticos de panorâmica e varredura feitos pelo Auto Reframe não produzirem resultados satisfatórios, os usuários poderão fazer ajustes manuais.

Para profissionais que produzem conteúdos que podem ser publicados online ou transmitido para milhões de pessoas, o Auto Reframe parece ajudar a aliviar pelo menos algumas dores de cabeça durante a pós-produção. Mas também é uma ferramenta que todo smartphone deveria incluir por padrão nos momentos em que amigos e familiares enviam um vídeo irritantemente filmado no modo retrato e você prefere apreciá-lo em tela widescreen sem sofrer com as barras pretas gigantes que aparecem nos dois lados da tela. Por outro lado, se o fenômeno do vídeo vertical continuar se popularizando, poderemos ver essa ferramenta sendo usada para o mal.