Esta é Sarah May Scott. Ela sofreu uma lesão na medula espinhal em 2005. E, se tudo correr bem, ela poderá andar de novo:

Eu não sou um ciborgue, mas estou ficando cada vez mais parecida com um exterminador. Minhas costas já estão cheias de titânio, e eu tenho um dispositivo contolado por rádio no meu abdômen que injeta remédio no meu canal medular. Se os testes derem certo, espero ter a chance de ser a Hardiman mulher com o sistema ReWalk. Você pode me chamar de Ripley quando isso acontecer.

É quando leio essas coisas que eu me torno completamente ciente tanto das minhas limitações como das dimensões minúsculas de quaisquer problemas que eu tenha. A entrevista completa com a Sarah você encontra no blog Boing Boing. [Boing Boing e Sarah’s Blog]