Na apresentação do Ice Cream Sandwich e o Galaxy Nexus, os executivos do Google disseram que o Android 4.0 “teoricamente deve funcionar em qualquer aparelho com Android 2.3?. O “teoricamente” exclui o Nexus One, lançado no início de 2010. O tal “Google Phone puro”, não atrelado a operadoras e com uma fabricante “parceira” não receberá a atualização. Quem devemos culpar?

Apenas o Google, exclusivamente. Não necessariamente porque ele seja “mau”, mas porque o Android 4.0 parecem ter alguns requisitos mínimos bastante agressivos. Lembre-se que o Nexus One da HTC tem um processador de 1 GHz e a GPU Adreno 200 e roda sem maiores problemas o Android 2.3. Logo, ele deveria fazer com que o ICS ao menos rodasse. O que o impede? Talvez o problema esteja em uma praga comum dos primeiros Androids: ele tem apenas 512 MB de memória interna.

É o meu palpite, ao menos. O pessoal da Android Headlines dá algumas razões para a omissão e acha na verdade que o Nexus One até pode rodar o novo sistema, mas não da forma que o Google quer, em toda plenitude dos 60 frames por segundo, com animações e tudo. A essa altura é tudo especulação, mas se o Google começar a limitar a distribuição do Android 4.0 apenas para os aparelhos que puderem rodá-lo lindamente, veremos uma mudança sensível de postura, e possivelmente ainda mais aparelhos baratos parados no tempo: Android 4.0 para os tops, e o resto para os de baixo custo. Será?

Seja como for, o Google acredita que a refundação do Android é necessária. O designer de interfaces chefe, Hugo Barra, disse que “O sistema operacional é pensado com as necessidades dos próximos 3 anos em mente; é uma reformulação completa da maneira com que as pessoas interagem com o telefone. É algo que nós projetamos para as massas; ele continua sendo bastante atraente aos power users mas os iniciantes poderão usá-lo muito bem.”

Gostamos muito do que vimos na demonstração do Android 4.0, e esperamos que esse monte de requisitos mínimos não signifiquem ainda mais consumo de bateria. Em notícias relacionadas do dia, a LG admitiu que seu G2x não receberá a atualização e a Samsung Itália confirmou que o S II receberá o “sanduíche de sorvete” no primeiro trimestre do próximo ano, assim como todos os seus tablets com mais de 7 polegadas. Ótima notícia.