Já faz um tempo que a gente ouve falar de produtos de smart home, mas essa categoria de gadgets ainda não “pegou” por aqui, tanto que pouca coisa lançada lá fora vem oficialmente para o Brasil. Mesmo assim, projeções de mercado apontam para um grande potencial para o setor. Pensando nisso, a Positivo lançou nesta quinta-feira (25) sua linha Casa Inteligente. São, ao todo, seis produtos vendidos separadamente ou agrupados em três kits com focos em segurança, automação e eficiência.

A lista de produtos é a seguinte:

  • Smart Lâmpada, uma lâmpada LED colorida que pode ser controlada por Wi-Fi, com preço sugerido de R$ 99;
  • Smart Plug, uma tomada controlada por Wi-Fi, com preço sugerido de R$ 129;
  • Smart Câmera Wi-Fi e Smart Câmera 360° Wi-Fi, com preços sugeridos de R$ 269 e R$ 399;
  • Smart Controle Universal, uma caixinha que substitui controles remoto e pode ser usada pelo Wi-Fi, com preço sugerido de R$ 149;
  • Central de Alarme por R$ 299.

Esses produtos podem ser comprados em três kits:

  • Kit Casa Segura, que traz a Central de Alarme, dois sensores de abertura, um sensor de movimento e um controle remoto, por R$ 499;
  • Kit Casa Conectada, com Smart Controle Universal, Smart Lâmpada e Smart Plug, por R$ 349;
  • Kit Casa Eficiente, com duas Smart Lâmpadas e dois Smart Plugs, por R$ 449.
Kit Casa Conectada - Positivo
Kit Casa Conectada, Positivo Casa Inteligente (1 Smart Controle Universal + 1 Smart Lâmpa...
R$349

Todos os aparelhos são controlados pelo app Positivo Casa Inteligente, e também são compatíveis com Google Home e Assistente, Amazon Alexa e o serviço de conexões IFTTT.

Nas demonstrações feitas no evento, deu para ver que o aplicativo — feito pela própria Positivo para o mercado local usando app de um parceiro internacional não revelado como base — funciona bem e é rápido para mudar cor de lâmpadas, controlar TVs com o Smart Controle Universal, ligar tomadas e controlar câmeras. Fuçando um pouco mais, dá para ver que ainda tem partes em inglês, e as condições para executar tarefas na parte de automação não aparecem.

Mercado

Nos números apresentados no evento para jornalistas e varejistas, a Positivo diz que a expectativa é que o mercado brasileiro de IoT (internet das coisas) movimente R$ 4 bilhões em 2022.

E os produtos da marca, vão “pegar” entre os consumidores brasileiros? A Positivo aposta que sim por alguns fatores, como conhecimento do mercado local e proximidade com varejistas.

Na apresentação, Norberto Maraschin Filho, vice-presidente de negócios de consumo da Positivo, citou o exemplo do Nest, considerado o primeiro aparelho de smart home a atingir o grande mercado nos EUA. Segundo o executivo, o sucesso do Nest se deu porque ele resolvia uma questão do controle da calefação das casas e era fácil de usar.

No Brasil, a realidade é outra. Segundo a Positivo, uma preocupação de 80% da classe média é com a segurança. Por isso, ela será o foco da linha de produtos, com um kit exclusivo para esse fim. As projeções apresentadas pela empresa apostam que 60% do mercado de IoT no Brasil será de segurança.

Smart Plug Wi-Fi Positivo
Smart Plug Wi-Fi, Positivo Casa Inteligente, ligue ou desligue seus eletrodomésticos atra...
R$129

Outro fator que a Positivo pensou foi a facilidade de uso e instalação — tudo, até as câmeras, pode ser instalado na base do “faça você mesmo”, sem precisar de técnicos. E também há a proximidade com lojas e varejistas para facilitar as vendas e o parcelamento. A empresa criou até mesmo um expositor de produtos com uma “casinha” em miniatura para o consumidor ver como os aparelhos funcionam.

Os produtos da linha Positivo Casa Inteligente já estão à venda na loja online da marca.

O Gizmodo Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.