Uma nova usina de energia solar está prestes a ser inaugurada, dia 24 de junho, em Kibbutz Samar, Israel — mas esta é diferente, graças à sua microturbina híbrida.

A usina consegue gerar 100 kW de energia "on-demand" e 170 kW de energia térmica, e consiste em 30 espelhos que concentram os raios solares na Torre Aora de 9 metros. Os raios são usados para aquecer ar concentrado, que vai movimentar uma turbina elétrica. A microturbina entra em ação à noite para não deixar a peteca cair. Ela é capaz de rodar com biodiesel ou gás natural, o que significa eletricidade 24h por dia, faça chuva ou faça sol.

aora-2 aora-3 aora-4

Por ser tão versátil, esta tecnologia poderia trazer eletricidade a regiões onde ela ainda não chega, sem a necessidade de expandir a rede elétrica existente até esses locais. A Aora já está estudando expansões para outros países, e eu digo: "demorou". Aquela torre, aliás, me lembra muito o Olho de Sauron, só que em forma de florzinha. [Aora Solar e Treehugger via Inhabitat]