A coisa mais surpreendente sobre o LG Versa até agora é que o teclado destacável não é aquela caquinha frágil que eu imaginei que seria. É o SO: ele é muito, muito rápido.

LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On LG Versa Hands On

Ele é sensivelmente mais veloz que o SO que estava no Dare, o último grande touchphone da LG. A interface 3D com o usuário, que permite que você gire entre quatro telas principais, apesar de gratuita é rápida e suave, sem nenhum lag. Os menus aparecem instantaneamente, assim como a maioria dos aplicativos (exceto o navegador). A velocidade é de fato bem legal. Eu também gostei bastante da versão “Menu Iniciar” do menu principal – é uma lista interativa meio estilo Zune e dá a você acesso rápido a tudo, mesmo não sendo tão bonita quanto o menu principal padrão.

O que zoa tudo é o hardware. É o pior touchscreen LG que eu já usei. Ele é realmente impreciso, mesmo depois da calibração, e às vezes você precisa clicar nas coisas algumas vezes até funcionar. No navegador (que é surpreendentemente decente e completo, com guias e Flash) isso é realmente enlouquecedor, já que a interface lotada de minúsculos elementos exige uma precisão de laser. Parcialmente acho que se deve à tela pequena – faz com que o teclado seja apertado e ruinzinho, apesar de eu geralmente gostar dos teclados de toque da LG.

O teclado acoplado é surpreendentemente resistente, mas ainda é bastante desajeitado, com o peso do telefone pendendo pra trás quando você o segura pela aba relativamente fina do teclado. Ele também é fantasticamente feio – um plástico marrom barato com uma saliência meio inconveniente provocada pela dobradiça. Ele substitui toda a placa traseira, então você não pode puxar toda vez que mudar de ideia, a menos que você tenha a placa traseira também. O teclado por si só é bom, com um layout sólido e teclas suficientemente arredondadas de forma a facilitar a digitação.

Em outras palavras, por enquanto é algo meio misto, mas não pelos motivos que eu imaginei. O Laptop Mag está com uma review completa, caso você queira saber mais a respeito dele.