Enquanto a Bridgestone não faz pneus, eles criam leitores de e-book tão flexíveis que talvez possam aguentar até um carro passando por cima. Eles têm até um protótipo pra testes, mas ainda não sabem quando vão comercializar este e-reader fino e flexível.

Este leitor de e-books é com certeza fino, já que tem quase metade da espessura do Kindle 2. Diz-se que ele pode ser "retorcido até certo ponto, já que os circuitos e o papel eletrônico são flexíveis", mas ninguém explicou até que ponto ele pode ser curvado. Não importa. Mesmo que não haja muitos detalhes sobre o produto nem planos de comercializá-lo, a boa notícia é que outras empresas podem adaptar essa tecnologia para usar nos próprios produtos. Isso pode inaugurar uma era em que ninguém precisa se preocupar em quebrar a tela de um e-reader. [Crunchgear]