Hoje é a Black Friday, dia de aproveitar descontos enormes, e nós já indicamos onde você pode aproveitá-la no Brasil. Só que, como vocês perceberam, algumas lojas estão inflando o preço “normal” para o desconto parecer bem maior – o que beira o absurdo, como na imagem acima. O UOL Tecnologia reuniu vários exemplos e conversou com o Procon-SP, que vai investigar as lojas brasileiras que inflaram preços na Black Friday.

Sim, os eletrônicos que o UOL reuniu receberam desconto em relação ao preço de mercado – só que as lojas inflaram o preço “normal”, e isso é enganoso. No Extra, uma câmera Sony Cybershot de R$599 sai por R$379, mas o Extra diz que ela custa, normalmente, absurdos R$999 – nem a Sony Style cobra isso. O Ponto Frio anuncia uma TV LED de 40″ da Philips de R$2.999 por R$1.799, mas o preço normal dela é de R$2.499. A Magazine Luiza, por sua vez, vende o Milestone 2 de R$1.499 por R$887 (parcelado), sendo que o preço normal dele é, no máximo, de R$1.299.



O Procon-SP disse que vai investigar as lojas que fizeram isso, e recebe denúncias dessa prática: quem comprou produto com preço inflado antes da Black Friday, ou quem encontrou anúncios com preço inflado, pode denunciar a loja através deste link.

Como evitar ser enganado pelas ofertas da Black Friday? Comparando o preço da loja com preços em outros lugares, usando o Buscapé ou Bondfaro, por exemplo – só assim você pode ter certeza de que vai mesmo economizar. Fique atento, e boas compras. [UOL Tecnologia via @leoberto]