Esta imagem com o rosto perfeito da atriz Julia Roberts estampava revistas e outdoors há meses. O problema: a imagem é falsa, e foi banida no Reino Unido.

Como você pode ver na esquerda, a atriz é bonita na vida real, mas nem chega perto da perfeição que a Lancôme publicou em seus anúncios. Enquanto outras estrelas como Kate Winslet (a Rose de Titanic) se recusam a receberem tratamento via Photoshop, a Julia Roberts tem uma cláusula no contrato dela com a Lancôme que proíbe a divulgação de suas fotos não-retocadas.

A ASA (Advertising Standards Authority), entidade britânica que regula a propaganda no país, considerou que a propaganda é “enganosa”, assim como outro anúncio da Maybelline com a modelo Christy Turlington. O anúncio de fato é bizarro:

No Brasil, existe um projeto de lei que quer obrigar todo anúncio que use Photoshop a conter o aviso: “Atenção: imagem retocada para alterar a aparência física da pessoa retratada”. Acho isso um exagero: praticamente todo anúncio usa Photoshop hoje em dia. Podemos fazer como o Reino Unido, contando com órgãos que regulam a propaganda – o CONAR, por exemplo – para alertar contra abusos no Photoshop.

O projeto de lei 6853/10 foi proposto em fevereiro de 2010 pelo deputado Wladimir Costa; em janeiro deste ano, o projeto foi arquivado – mas, em fevereiro, foi desarquivado e segue de novo em tramitação na Câmara. [The GuardianASA, ASA e NY Daily News via JezebelPetaPixel]