O gato-de-bengala, ou Bengal, chama a atenção por sua pelagem manchada similar a de tigres e outros felinos caçadores. Apesar da aparência, o animal é bastante dócil e tem conquistado fãs no TikTok. 

@nikebengal

Bengals are one of a kind 😂 #bengalcat #wtf #ok #strangepets #crazycat #crazy #shower #bath #cat #cooking #premierleague

♬ Blue Blood – Heinz Kiessling & Various Artists

No Brasil, a raça se popularizou em 2016, quando famosos como Gabriel Medina e Grazi Massafera apresentaram seus gatos-de-bengala ao mundo por meio das redes sociais. Thor, o famoso Bengal do Instagram, também é referência para aqueles que pretendem ter um animal da raça em casa.

Mas criar esses gatinhos não é nada barato. Por aqui, é possível encontrá-los à venda em gatis por valores entre R$ 4.000,00 e R$ 7.000,00. A aquisição do animal costuma vir acompanhada da emissão de pedigree e de um certificado que garante que o gato seja de raça e legalizado, o que justifica os preços altos.

O animal é resultado de um cruzamento entre um gato doméstico e um gato leopardo asiático (Prionailurus bengalensis). A americana Jean Mill era tutora destes dois animais e não teve a intenção de gerar a nova raça. Mesmo assim, o gato-de-bengala surgiu, sendo reconhecido pela Federação Internacional Felina em 1985.

Como foi explicado pela revista Casa e Jardim, o animal pode desenvolver alguns problemas de saúde como luxação de patela (hereditária ou traumática), displasia coxofemoral (de quadril), atrofia progressiva de retina e hipoplasia cerebral. Tudo isso torna as idas ao veterinário imprescindíveis. 

Os check-ups custam em torno de R$ 150. Além disso, como todos os gatos, é importante vacinar o bichano anualmente com as vacinas polivalente V3 e antirrábica. O preço dos dois imunizantes fica em torno de R$ 170.

@jakeandjuneau

Bringing our games of fetch to a whole new level 😻 #bengalcat #fetch #catwall #snowbengal #catsoftiktok #bengalsoftiktok

♬ Level Up – Ciara

Saiba que os gatos-de-bengala são animais carinhosos e que requerem a presença constante de humanos. Caso você pretenda ter um animal de estimação para deixá-lo sozinho por boa parte do dia, a raça não é uma boa opção.

Por outro lado, esses são bichinhos agitados, que precisam gastar bastante energia com atividades físicas e estímulos mentais. Invista em tocas, prateleiras, bolinhas e outros brinquedos para o seu novo companheiro.