Se você vem acessando a internet nos últimos meses, com certeza deve ter ouvido falar no Casimiro Miguel, ou simplesmente Cazé, como é conhecido nas redes sociais. Eleito personalidade do ano na premiação “eSports Brasil 2021”, o carioca ganhou durante a pandemia, uma legião de fãs e admiradores baseado na simplicidade e bom humor.

Mas quem é esse fenômeno? Casimiro Miguel Ferreira, também é chamado de Casimito, é um apresentador, influenciador, comunicador, youtuber e streamer brasileiro de 28 anos de idade, conhecido por falar e reagir a qualquer tipo de conteúdo com ânimo e leveza na internet. Natural do Rio de Janeiro, Cazé surgiu no canal de televisão Esporte Interativo, atual TNT Sports Brasil, comentando e jogando em um programa de vídeo games, o “EI Games”.

Torcedor fanático do Vasco da Gama, ganhou projeção nacional através de trabalhos como jornalista esportivo na televisão. Com seu talento e autenticidade, ganhou espaço ao fazer esquetes de humor no “De sola”, canal de humor da emissora, e como comentarista esportivo no SBT Esportes Rio, nos programas semanais da TNT no Youtube e em suas próprias lives na Twitch. 

Lá, com o nome de “Casimito”, ele já soma mais de 1,2 milhão de seguidores, com lives sobre esportes e esports, que ultrapassam a média de 50 mil espectadores simultâneos.

Casimiro tem o futebol como tema principal de seu conteúdo, porém, durante a pandemia ele mudou radicalmente ao sair da “bolha” do esporte e comentar sobre qualquer assunto em seus vídeos e lives. As reações e falas do streamer começaram a chegar a todos os cantos e nichos da internet brasileira, mesmo se a pessoa não se interesse por futebol ou esportes.

Bordões como “meteu essa?”, “simplesmente” e “aceita pix?” são parte do repertório de Casimiro Miguel, em lives que viram madrugada adentro. 

 

Seus canais, na Twitch e  no Youtube, estouraram a bolha justamente quando seus reacts passaram a tratar de outros assuntos, como tours por casas e apartamentos luxuosos, viagens, comidas de diversas partes do mundo e até programas de entretenimento como a série da Viih Tube. A grosso modo, Casimiro faz sucesso sendo uma pessoa que fala sozinho no próprio quarto.

E não para por aí! Com os canais “Casimiro” e “Cortes do Casimito”, ele também é um grande contador de histórias. Outro tipo de conteúdo faz sucesso são as suas situações normais do cotidiano que, na voz e interpretação do carioca, se tornam hilárias e muito criativas. Ele consegue transformar uma simples ida ao médico, ou a uma loja do shopping, em um grande conto, trazendo graça e diversão a qualquer um.

No vídeo abaixo, por exemplo, ele conta como “pediu” em namoro a sua atual noiva Ana Beatriz quando sofreu o que parecia ser uma crise de apendicite no hospital.

Não é a toa que em dezembro de 2021, Casimiro atingiu a marca de um milhão de seguidores no Instagram e no Twitter. Também atingiu o mesmo número em inscrições no seu canal no Youtube e em “subs” na Twitch, uma forma paga de inscrição na plataforma. Além disso, o carioca teve, nos vídeos, quase 300 milhões de visualizações e 2,1 bilhões de minutos de exibição em apenas um canal no Youtube.

E quem acha que Cazé se limita apenas à produção de conteúdo e não aborda outros assuntos mais delicados, se enganou. Com um público, em maior parte, jovem e masculino, o carioca não se desvia de assuntos importantes da nossa sociedade, como o valor da vacinação e da luta contra as desigualdades sociais. Em novembro, um vídeo do apresentador falando sobre preconceitos gerou bastante repercussão no Twitter. 

Como assistir aos Conteúdos do Casimiro Miguel?

Existem várias formas de assistir aos conteúdos produzidos pelo Casimiro. No Youtube, os canais oficiais de vídeos só dele são “Cortes do Casimito” e “Casimiro”. 

Na Twitch, ele faz transmissões em seu próprio canal e no da TNT Brasil. Nas redes sociais, as contas de Casimiro Miguel são @casimiro no Instagram e no Twitter. Ele também aparece nos canais da TNT: o principal, no de games, no de humor sobre futebol, no do programa “De Placa” e no de cortes das lives da emissora