Um novo conjunto de visualizações de dados de raio-X permite a cientistas – e ao público geral – tirar a roupa das antigas múmias egípcias, descascar sua pele e ver (virtualmente) por dentro. O resultado é tão assustador como você deve imaginar.

As novas imagens, criadas para o Museu Britânico, usam tomografia computadorizada em alta definição para mostrar exatamente o que há por dentro do corpo de oito múmias do Egito e do Sudão. A imagem acima mostra a varredura de uma menina mumificada, com provavelmente sete anos de idade, com cabelo grosso e rosto bem preservado. O cabelo, que chega até o ombro, sugere que ela poderia ser candidata a casamento.

No vídeo abaixo, também feito a partir das visualizações, Tamut, a filha de um sacerdote que viveu e morreu no Egito Antigo por volta de 900 a.C., é mostrada com um abscesso no fundo da sua mandíbula, assim como artérias cheias de placas de gordura. Em outras palavras, ela não era muito saudável – mas os amuletos no seu corpo sugerem que ela tinha um status elevado.

As imagens fazem parte de uma exibição no Museu Britânico em Londres chamada Vidas Antigas, Novas Descobertas, que ficará disponível por lá até novembro de 2014. Mas você também pode explorar muita coisa pela internet. [British Museum via New Scientist]