por Daniel Junqueira

Era por volta das 9h30 quando percebi algo estranho acontecendo. Fazia alguns minutos que eu estava sentado em uma das primeiras fileiras próximas ao palco – em uma área reservada para a imprensa, porque eu jamais conseguiria um lugar tão bom se não fosse por isso. Quando se abriram os portões do Anaheim Convention Center, na cidade de Anaheim, Califórnia, o público correu desesperado para entrar na BlizzCon 2015, que ocorre entre os dias 6 e 7 de novembro. O público tinha pressa.

Foi uma correria impressionante. Milhares de pessoas entraram pelos portões e foram o mais rápido que conseguiam para conseguir um bom lugar no Hall D, de frente ao palco principal. Afinal, o Anaheim Convention Center não é nada pequeno – em 2014, foram 26.000 visitantes nos dois dias da BlizzCon. E quem não pega um bom lugar tem que ver beeeem de longe os anúncios da Blizzard para esse ano.

A indústria dos videogames funciona de uma maneira bem mais passional do que qualquer outra. Talvez você já tenha discutido com alguém que defende cegamente um sistema operacional, por exemplo. É até estranho. Mas não é nada perto da paixão dos fãs de videogames.

Só isso explica porque tanta gente viajou de diversas partes do mundo simplesmente para ver o que a Blizzard tem de novo para os próximos meses. E também como os ingressos se esgotaram em poucos minutos. E é isso também que faz tanta gente defender um console ou uma série como se estivesse defendendo a própria honra, como se alguém que fale mal de um jogo que eu gosto estivesse de alguma forma me ofendendo (não é assim!).

Os dois dias da Blizzard

blizzcon-1

A BlizzCon é o evento mais importante do ano para os fãs da Blizzard. E eles não são poucos – são algumas dezenas de milhões espalhados entre jogos como Hearthstone (que, sozinho, tem mais de 40 milhões de jogadores), World of Warcraft, Diablo III e StarCraft 2, e certamente esse número vai subir quando Overwatch for lançado (também para PS4 e Xbox One, além do PC, como ficamos sabendo um pouco antes da BlizzCon).

É no evento em que a Blizzard faz as finais dos campeonatos que envolvem seus jogos – e o investimento em e-sports por parte da empresa é cada vez maior. Eu realmente perdi a esperança de ver um Warcraft 4 um dia. A Blizzard de hoje está muito mais ocupada fazendo com que seus jogos durem o máximo possível, que os jogadores sempre tenham algo novo para jogar, e que eles não abandonem rapidamente os títulos para jogar outros.

blizzcon-2
Público espera para entrar na BlizzCon 2015

Para mim, fã de jogos single player acima de tudo, não é muito animador. Para a Blizzard, no entanto, é bem fácil entender porque esse caminho faz muito mais sentido do que o investimento em um jogo longo para apenas uma pessoa – pense nos 30 milhões de jogadores de Hearthstone que até podem jogar sozinhos de vez em quando, mas preferem contra outros jogadores, e gastam seu suado dinheirinho em novas expansões e cartas para o jogo.

Mas a Blizzard estava a fim de mostrar o que lançará nos próximos meses. E o público queria ouvir isso. A cada trailer, mais gritos e comemorações. Poucos conseguiam segurar a emoção ao ver as novas expansões dos jogos que tanto amam durante as cerca de duas horas da cerimônia de abertura. Nem mesmo as decepcionantes CGs do trailer do filme de Warcraft abalaram o público. Essas pessoas são apaixonadas mesmo pelos jogos da Blizzard. Eles costumam ser excelentes mesmo, então dá para entender.

Warcraft, o filme

Dirigido por Duncan Jones (Lunar), o filme tem estreia prevista para 10 de junho de 2016 nos EUA – no Brasil, deve chegar apenas em julho. Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos contará a história do mundo antigo de Azeroth – os primórdios da história da série.

Novo DLC para StarCraft II

No primeiro semestre de 2016 a Blizzard vai lançar StarCraft 2: Nova Covert Ops, uma expansão com três novas missões para o jogo. O trailer pode ser visto acima.

Também vimos um novo trailer para Legacy of the Void, expansão do jogo que sai na semana que vem (dia 10!) para PCs.

Expansão de World of Warcraft

WoW já tem mais de dez anos de estrada, mas ainda tem lenha para queimar, e ano que vem uma nova expansão será lançada. Com Legion, os jogadores poderão levar seus personagens até o level 110, e uma nova classe será introduzida – Demon Hunter. E, como de costume, novas raids e dungeons serão adicionadas. Mais lugares para explorar em Azeroth!

World of Warcraft: Legion já está em pré-venda por R$ 129. Também há uma versão especial por R$ 179 que inclui também conteúdo extra para WoW e outros jogos da Blizzard, como StarCraft II, Diablo III e Heroes of the Storm. O jogo será lançado até o terceiro trimestre de 2016.

Overwatch também nos consoles


A primeira nova franquia da Blizzard em mais de 15 anos sai em 2016. E não só para PC, como era o esperado: Overwatch também estará no PlayStation 4 e no Xbox One na forma de Overwatch Origins. A Blizzard pensa nessa versão desde que começou a desenvolver Overwatch, e até adicionou suporte a controle na versão de PC já com isso em mente. Mas, infelizmente, não teremos cross-play entre PCs e consoles – você só conseguirá jogar multiplayer com quem estiver na mesma plataforma que você.

O jogo também ganhou preço e, diferentemente do que muitos pensavam, ele não será free-to-play. No PC, custará a partir de R$ 160 na versão básica, que acompanha 21 heróis. Origins terá os mesmos 21 heróis e mais alguns brindes, como skins para os personagens e está em pré-venda por R$ 249.99. Ainda haverá uma terceira versão de colecionador que também acompanha um livro de referência visual, a trilha sonora do jogo e uma estátua do Soldado: 76. Ainda não há um preço para essa versão por aqui.

Overwatch sai no primeiro semestre de 2016, até o dia 21 de junho, segundo a Blizzard. Confira também os três novos heróis apresentados para o jogo, D.Va, Mei e Genji:

Heroes of the Storm: modo arena e personagem 2-em-1

Lançado em junho, Heroes of the Storm é a investida um pouco tardia da Blizzard no mundo dos MOBAs – vai ser difícil alcançar League of Legends nessa altura do campeonato, mas não custa nada tentar, né? Enfim, o jogo ganhará um novo modo chamado Arena feito para partidas curtas e apenas diversão, com a possibilidade de regras malucas como todos os jogadores usando o mesmo personagem.

Mas o mais interessante (e bizarro) é a adição de Cho’gall, um novo herói que é controlado por duas pessoas ao mesmo tempo! Isso promete ser interessante – ou os dois jogadores se entendem muito bem ou definitivamente não vai dar certo.

Conversei com Kent-Erik Hagman, designer do jogo, que nos explicou melhor como Cho’Gall e outros novos heróis funcionarão, assim como o modo Arena – publicaremos o post nos próximos dias.

Hearthstone sai em busca de um tesouro

Gosto bastante de Hearthstone, o jogo de cartas da Blizzard. E na semana que vem ele promete ficar mais interessante ainda com um novo modo de aventura chamado A Liga dos Exploradores. Nele, os jogadores vão embarcar em uma caça a relíquias perdidas atravessando novos cenários de jogo escapando de armadilhas enquanto tentam sobreviver – tudo isso ainda dentro do tradicional jogo de cartas, claro.

A expansão inclui ao todo quatro alas (wings) que, juntas, custarão R$ 44,90. Se preferir, você pode comprá-las separadamente por R$ 15,90 cada. Quarenta e cinco novas cartas serão adicionadas ao jogo, além de novos aventureiros. O jogo sai na próxima quinta-feira (dia 12) para Windows, Mac, iOS e Android.

O Gizmodo Brasil viajou a Anaheim, nos EUA, a convite da Blizzard